quinta-feira, 1 de junho de 2017

Atlético-PR 2 x 0 Santa Cruz


ATLÉTICO-PE 2 x 0 SANTA CRUZ

Paulo Henrique Tavares

O sonho do Santa Cruz em chegar pela primeira vez na história a uma quartas de final da Copa do Brasil foi encerrado, nesta quarta-feira, na Arena da Baixada. As limitações técnicas dos corais, que não pode contar com os reforços recém- contratados, ficaram evidentes diante de um adversário que atravessa um momento coletivo pouco produtivo. Sendo assim, o 2x0 foi construído pelo Furacão, que não precisou apresentar um futebol muito superior. Os gols do jogo foram anotados por Nikão e Lucho González.
Fazia parte do planejamento do Santa Cruz, para conquistar a classificação às quartas de final da Copa do Brasil, conseguir balançar as redes do Atlético/PR nos primeiros minutos do jogo. Afinal, até um empate com gols interessaria aos Tricolores, por conta do resultado do primeiro jogo (0x0). Mas as pretensões corais caíram por terra logo aos cinco minutos do primeiro tempo. Na base do toque de bola, o Furacão chegou com perigo pela esquerda e Nikão recebeu passe, centralizado na área. Ele manda o chute rasteiro e certeiro para o gol, e abriu o marcador.
Este cenário travou o Santa Cruz no jogo. Sair para tentar o empate, e arriscar sofrer um novo gol, ou se defender, e jogar por uma bola? Durante boa parte do primeiro tempo, os corais até chegaram a ter uma posse de bola superior ao Atlético/PR. Mas o número de finalizações comprova que a segunda opção foi a escolhida com o desenrolar da etapa inicial: apenas duas. Já o Furacão tentou fazer valer o fato de jogar em casa, e até foi mais perigoso. Mas as chances reais de gols foram escassas.
No segundo tempo, a postura coral foi diferente. E o lance protagonizado pelo Santa Cruz logo aos sete minutos serve para ilustrar. André Luis aproveitou um buraco na marcação e entrou na área. Ele chutou com força, e a bola explodiu na trave direita de Weverton. O momento serviu como resposta ao cabeceio de Grafite, momentos antes, que obrigou Júlio César defender com o pé em puro reflexo. A partida, de fato, foi mais aberta na etapa final.
A postura ofensiva das duas equipes daria algum resultado. E ele aconteceu a favor do Atlético/PR, aos 23 do segundo tempo. Depois de chute de Douglas Coutinho, a bola bateu na zaga e sobrou para Lucho chegar pelo meio e bater direto para o gol. 2x0 e fim de sonho para os corais.

FICHA DE JOGO

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley (Nicolas); Otávio, Rossetto, Lucho, Nikão e Pablo (Douglas Coutinho); Grafite (Eduardo da Silva). Técnico: Eduardo Baptista.

SANTA CRUZ: Júlio César; Nininho, Anderson Salles, Bruno Silva, Tiago Costa (Roberto); Elicarlos, David, Willim Barbio (Léo Costa), André Luis e Everton Santos; Pitbull (Facundo Parra). Técnico: Vinícius Eutrópio.

Local: Arena da Baixada, em Curitiba. Horário: 19h30. Árbitro: Elmo Alves Resenha Cunha (GO).
Assistentes: Cristhian Passos Sorence e Leone Carvalho Rocha (Ambos de GO). Gols: Nikão (aos 5 do 1°T); Lucho Gonzalez (aos 23 do 2°T). Cartões amarelos: Douglas Coutinho, Eduardo da Silva (Atlético/PR); Nininho (Santa Cruz). Público e renda: Não divulgados.

Fonte: Folha de Pernambuco, Recife, 01/6/2017. 

Nenhum comentário: