terça-feira, 25 de abril de 2017

Salgueiro 2 x 0 Santa Cruz


SALGUEIRO 2 x 0 SANTA CRUZ

Camila Uchôa

Em clima de decisão, Santa Cruz e Salgueiro se enfrentaram na noite deste sábado (22), no Estádio Cornélio de Barros, pelo jogo de volta das semifinais do Campeonato Pernambucano 2017. Fazendo valer o mando de campo, o Carcará não tomou conhecimento da vantagem dos adversários e garantiu a vitória por 2x0 e a classificação para a final do Estadual.
Motivado pela vantagem conquistada na partida de ida, o time coral foi confiante para o interior do Estado. A primeira finalização do Santa veio nos pés de Everton Santos, que recebeu na área e chutou por cima do gol de Mondragon. O Salgueiro também começou bem no ataque e quase abriu o placar aos três minutos do primeiro tempo. Em jogada individual, Valdeir mandou um foguete de fora da área, mas parou na defesa do goleiro Júlio Cesar. Aos cinco minutos, o meia repetiu o feito e chutou forte, a bola passou perto da trave.
Após boas jogadas ofensivas nos primeiros minutos de jogo, os times diminuiram a intensidade e apesar de arriscarem algumas finalizações, nenhuma foi convertida em gol. Aos 13 minutos, Tiago Costa mandou para Halef Pitbull, que recebeu na área e ficou sem opções para tocar. O Salgueiro, por sua vez, chegou mais duas vezes com perigo, no chute de Willian Lira e na cabeçada de Toty após cobrança de escanteio de Moreilândia, mas não conseguiu balançar a rede coral.
Aos 26 do primeiro tempo, Thomás cometeu falta dura em Daniel e foi advertido com cartão amarelo. Passando mais da metade do primeiro tempo, o tricolor do sertão esboçou reação e conseguiu três escanteios seguidos assustando a defesa do time pernambucano.
Aos 36 no melhor lance do Santa na partida, Pitbull tocou para Everton Santos, que chutou cruzado e mandou para fora. Aos 44, resposta do Carcará. Daniel levantou a bola, Willian Lira cabeceou e quase deixou o dele. Julio César defendeu. Com muitas jogadas isoladas e pouca velocidade em campo, os times foram para o intervalo empatados em 0x0.
Na volta para o segundo tempo, o técnico Vinícius Eutrópio trocou o meia Pereira pelo volante Elicarlos. Sem mudanças, o Salgueiro voltou pressionando o Santa. Aos 8 minutos, Valdeir cobrou falta perigosa, mas a bola bateu na barreira. Aos 16, mais um cartão amarelo para a equipe coral. Vitor derrubou Álvaro e levou amarelo. Aos 20 minutos, Jean Carlos entrou no lugar de Marcos Tamandaré. Logo na sequência, em escanteio de Moreilândia, Rodolfo Potiguar chutou forte e marcou o primeiro gol da partida anotando 1x0 para o Carcará.
Aos 22, Léo Costa entrou no lugar de Federico Gino, mas não deu tempo de reação. O Salgueiro seguiu com pressão para cima da Cobra Coral. Jean Carlos, que entrou no lugar de Marcos Tamandaré, aproveitou cobrança de falta de Moreilândia e balançou as redes ampliando o placar para a festa da torcida salgueirense.
Com o triunfo dentro de casa, o Salgueiro vai à segunda final na história e espera o adversário, que sairá na partida deste domingo (23), entre Sport e Náutico, às 16h, na Arena de Pernambuco. Além da classificação, o Carcará garantiu vaga na Copa do Nordeste e na Copa do Brasil 2018.

FICHA DE JOGO

SALGUEIRO: Mondragon; Tamandaré (Jean Carlos), Ranieri, Luiz Eduardo e Daniel; Rodolfo Potiguar (Vitor Caicó), Moreilândia, Toty e Valdeir; Álvaro e Willian Lira. Técnico: Evandro Guimarães.

SANTA CRUZ: Júlio César; Vítor, Anderson Salles, Bruno Silva e Tiago Costa; David, Gino (Léo Costa) e Pereira (Elicarlos); Éverton Santos (Júlio César), Halef Pitbull e Thomás. Técnico: Vinícius Eutrópio.

Local: Estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro. Árbitro: José Woshington. Assistentes: Clóvis Amaral e Marlon Rafael. Gols: Rodolfo Potiguar (aos 21 do 2ºT), Jean Carlos (aos 25 do 2ºT).
Cartões amarelos: Thomás, David, Vítor, Bruno Silva, Tiago Costa (Santa Cruz). 

Fonte: Folha de Pernambuco, Recife, 22/4/2017

segunda-feira, 17 de abril de 2017

"Vamos para a guerra!"


"VAMOS PARA A GUERRA!"

Mário Fontes

Depois da vitória por 1x0 sobre o Salgueiro, o técnico Vinícius Eutrópio, do Santa Cruz, falou sobre a vantagem para o jogo da volta. Com 1x0 na ida, o time tricolor joga por um empate no Sertão para chegar à final do Campeonato Pernambucano 2017.
"Não temos praticamente margem nenhuma de vantagem. Temos que jogar para ganhar lá também", comentou o comandante tricolor.
"O jogo lá não vai ser tranquilo, com certeza. Pela pressão e pelo time que é o Salgueiro. Vamos preparados para a guerra", avaliou Eutrópio.
O gol marcado por Anderson Salles saiu apenas no segundo tempo, após pênalti sofrido por Tiago Costa. Sobre a partida de ida, o técnico do Santa Cruz fez uma avaliação sobre a dificuldade do duelo. "Foi um jogo em que aceleramos bem nos primeiros minutos, mas depois o Salgueiro equilibrou", encerrou o comandante do Santa.

Fonte: Folha de Pernambuco, Recife, 15/4/2017

domingo, 16 de abril de 2017

Santa Cruz 1 x 0 Salgueiro


SANTA CRUZ 1 x 0 SALGUEIRO

Mário Fontes

Foi difícil, mas saiu o resultado esperado pelo Santa Cruz. Diante de um Arruda cheio, o time tricolor venceu o Salgueiro por 1x0, pelo primeiro jogo das semifinais do Campeonato Pernambucano 2017.
Empurrado pela torcida, o time Coral foi para cima. O Carcará, na defensiva, abusava das faltas e tentava conter o ímpeto inicial dos donos da casa. Os visitantes tiveram boa chance com Ranieri aos 16 minutos, mas não conseguiram marcar. Já o Santa não evoluía, e Mondragón mal trabalhou na primeira etapa.
Mais nervoso, quem começou a parar o adversário nas faltas foi o time tricolor. Entretanto, os esforços do time do Sertão, mesmo melhor no jogo, não surtiam tanto efeito, apesar de terem dificultado o embate.
Os tricolores, por sua vez, melhoraram com a ida de Thomás para a ala-direita, e aí as chances apareceram. Halef Pitbull recebeu bom cruzamento de Tiago Costa, mas chutou para fora, na frente de Mondragón. Com isso, o primeiro tempo terminou igualado sem gols.
A segunda etapa começou melhor para o Carcará, mas logo o Santa Cruz começou a exercer a força do mando e pressionar. Aos cinco minutos, Tiago Costa tentou de fora da área e assustou Mondragón.
Aos 12 minutos, o mais esperado pela torcida tricolor. Tiago Costa foi derrubado na lateral da área por Marcos Tamandaré, e a árbitra Deborah marcou pênalti. Na cobrança, Anderson Salles deu a dianteira no marcador.
Depois do gol, o Salgueiro foi para cima. O técnico Evandro Guimarães promoveu mudanças no time para tentar igualar o placar. Porém, o goleiro Julio César pouco trabalhou. Do lado do Santa, Vinícius Eutrópio também mexeu, colocando Elicarlos e Léo Costa, que ajudaram a administrar a vantagem.
Sem levar perigo, o Carcará não conseguiu chegar ao empate. Com isso, a partida terminou com triunfo Coral por 1x0, levando vantagem para o segundo confronto.
O jogo da volta entre as duas equipes será realizado no próximo sábado (22), às 19h no Cornélio de Barros, em Salgueiro.
Vale lembrar que neste ano, a regra do gol marcado fora de casa não é válida. Em caso de empate no saldo de gols entre as duas equipes, a decisão será nos pênaltis.

FICHA DO JOGO

SANTA CRUZ: Julio César, Vítor, Anderson Salles, Bruno Silva e Tiago Costa; Gino, David e Pereira (Léo Costa); Thomás, Éverton Santos (André Luiz) e Halef Pitbull. Técnico: Vinícius Eutrópio.

SALGUEIRO: Mondragón, Marcos Tamandaré, Ranieri, Luiz Eduardo e Daniel; Rodolfo Potiguar, Moreilândia, Toty e Valdeir; Paulo Vitor (Jean Carlos) e Willian Lira. Técnico: Evandro Guimarães.

Local: Estádio do Arruda, Recife. Horário: 18h30. Árbitra: Deborah Cecília (PE). Assistentes: Fabrício Leite Sales e Francisco Chaves Bezerra (ambos de PE). Cartões amarelos: Éverton Santos, Vítor (Santa Cruz); Daniel, Moreilândia, Rodolfo Potiguar (Salgueiro). Gols: Anderson Salles (Santa Cruz, 12’ST). Público: 22.056. Renda: R$ 196.750,00.

Fonte: Folha de Pernambuco, Recife, 16/4/2016