domingo, 24 de julho de 2016

Santa Cruz 0 x 1 Coritiba


SANTA CRUZ 0 x 1 CORITIBA

Yuri de Lira

A depender dos resultados deste domingo, o Santa Cruz pode voltar à zona de rebaixamento da Série A após apenas uma rodada fora dela. Diante do Coritiba, um adversário direto na briga contra a queda, o Tricolor teve neste sábado, no Arruda, sua reação interrompida no campeonato e não conseguiu a inédita série de três vitórias seguidas na Série A do Brasileiro. O terceiro resultado positivo seguido na competição, na verdade, esteve longe de vir. Sem poder ofensivo, o time do técnico Milton Mendes saiu derrotado por 1 a 0. Kleber Gladiador fez o seu gol solitário ainda no primeiro tempo e poderia ter feito o segundo não fosse Tiago Cardoso para defender um pênalti no começo da etapa final.
O Santa Cruz não perdeu tempo para ir para cima do Coxa. Frente a um adversário com as linhas recuados no meio-campo e na defesa, o Tricolor não sofreu para ter maior posse de bola e se manter quase sempre presente no campo de defesa paranaense. Mas a criação de jogadas dos corais era defeituosa. Sem ninguém para pensar o jogo, a equipe da casa praticamente restringia as suas ações à individualidade dos três atacantes - Keno, Arthur e Marion, que substituía o suspenso Grafite.
A melhor oportunidade de gol do Santa no primeiro tempo acabou sendo a partir de uma bola parada. Ainda aos cinco minutos, João Paulo achou Danny Morais na grande área, e o zagueiro obrigou o goleiro Wilson a fazer uma defesa de puro reflexo. O Coritiba raramente progredia. Aproveitou, porém, uma das suas raras investidas. Peça mais perigosa do Coxa, Kléber Gladiador iniciou e terminou um lance aos 32, que resultou no gol dos visitantes.
Imediatamente, Milton Mendes mexeu no time. Tirou Marion e colocou Bruno Moraes em campo. Após o gol sofrido, o Santa caiu de produção, descompactou a marcação e permitiu a equipe do técnico Pachequinho avançar no seu campo, como não acontecia no início da partida. Ofensivamente, se tornou ainda mais falho na construção. Começou a rifar bolas da defesa para o ataque. Sempre sem sucesso.
Não houve melhora no Santa depois do intervalo. Bastaram nove minutos para Kléber sofrer um pênalti de Tiago Cardoso. Contudo, o goleiro tricolor defendeu a sua segunda penalidade seguida na Série A (a terceira na temporada) e evitou que o mesmo atacante convertesse a cobrança em gol. A quem achou que os corais se motivariam mais após a defesa, ledo engano.
Para sanar o persistente problema na criação, Mendes acionou Marcinho na sequência. Também pouco adiantou. O time seguia realizando transições longas, e parte da torcida chegou ao ponto de pedir a entrada de Renatinho. Quase sem conseguir colocar a bola no chão, o primeiro chute na etapa final da partida só saiu aos 22 minutos, com Keno, que recebeu cruzamento da direita de Léo Moura. O segundo sequer aconteceu. Felipe Amorim ainda acertou a trave de Cardoso nos acréscimos, e o Coxa conseguiu sua primeira vitória como visitante no campeonato.

FICHA DO JOGO

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Léo Moura, Wellington, Danny Morais e Tiago Costa; Uillian Correia, João Paulo, Marcílio (Marcinho), Arthur (Danilo Pires) e Keno; Marion (Bruno Moraes). Técnico: Milton Mendes.

CORITIBA: Wilson; Ceará, Luccas Claro, Juninho (Nery) e Carlinhos; Edinho, João Paulo e Alan Santos; Raphael Veiga (Felipe Amorim); Kléber (Iago) e Kazim. Técnico: Pachequinho.

Estádio: Arruda (Recife-PE). Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO). Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Bruno Raphael Pires (Fifa-GO). Gol: Kléber (32’ do 1T, Coritiba). Cartões amarelos: João Paulo e Tiago Cardoso (Santa Cruz); Carlinhos (Coritiba). Público: 10.021. Renda: R$ 133.770,00.

Fonte: Diario de Pernambuco, Recife, 23/7/2016

Nenhum comentário: