quarta-feira, 1 de junho de 2016

15 anos depois


15 ANOS DEPOIS

Hoje, no Estádio do Arruda, às 21h (de Brasília), Santa Cruz e Sport revivem o Clássico das Multidões no Campeonato Brasileiro após espera de 15 anos.
Naquele dia 21 de outubro de 2001, na Ilha do Retiro, o time coral surpreendeu e virou sobre o rival rubro-negro por 2 a 1 pela 19ª rodada. A equipe da casa, dirigida por Mauro Fernandes, abriu o placar com Fabinho no primeiro tempo.
Muricy Ramalho, então à frente do Santa Cruz, não gostou da atuação e no intervalo tirou a grande estrela daquele elenco, Túlio Maravilha. Em seu lugar entrou Luizinho Vieira, autor do gol de empate em cobrança de pênalti.
Quem chamou a atenção naquele clássico, porém, é alguém que brilha até hoje nos gramados nacionais: Grafite. Então uma jovem promessa contratada junto à Matonense, o atacante sofreu a penalidade máxima e garantiu a virada ao dar um belo corte no defensor dentro da área e tocar de canhota na saída de Adnam.
Ainda acabou expulso após entrevero com o volante Val Pilar.
"Lembro que naquele jogo as duas equipes, que acabaram sendo rebaixadas, não estavam num bom momento. Mas foi um jogo que consegui dar a volta por cima num momento complicado na época. Sofri um pênalti e ainda fiz o gol da vitória lá dentro da Ilha do Retiro", disse o jogador, hoje com 37 anos, no começo de 2016.
Ele também lembrou que Muricy Ramalho o salvou de sair dos Aflitos: "Quando o Muricy chegou ao Santa Cruz, eu estava em uma lista de dispensa. E ele falou que eu não ia embora. O Muricy sabia das minhas dificuldades, que eu não tinha feito base. Ficávamos até a noite treinando, aprimorando. Tenho um carinho muito grande".
Os dois times foram rebaixados naquele Brasileirão - o Sport foi o lanterna, enquanto o Santa Cruz acabou dois pontos atrás de Botafogo e Flamengo.
Atualmente, o clube coral é o terceiro colocado do campeonato nacional e ainda invicto (oito pontos em quatro rodadas), enquanto o Leão da Ilha, por coincidência, está na última posição com apenas um ponto conquistado.
E Grafite, que tem contrato com o Santa até 30 de junho e está em negociação para renová-lo, é o artilheiro do Brasileiro com seis gols.

Fonte: Oxente FC

Nenhum comentário: