terça-feira, 17 de maio de 2016

Fruto do treinamento


Fotografia de Bobby Fabisak / JC Imagem

FRUTO DO TREINAMENTO

Davi Saboya

Atuar em alto nível aos 37 anos no futebol brasileiro não é para qualquer jogador. A dificuldade é ainda maior quando o jogador volta para o país após uma longa passagem pelo mundo árabe. E realmente, o atacante Grafite, do Santa Cruz, é diferenciado. Com um currículo vencedor e passagem pela Seleção Brasileira, o ídolo do Tricolor está superando as adversidades da idade e comandando a ascensão coral.
No último jogo da equipe, ele também precisou superar o sol escaldante do Recife durante a partida contra o Vitória que começou às 11h. Segundo o jogador, o bom desempenho é resultado de uma grande dedicação nos treinos.
“O trabalho do dia a dia e a confiança do treinador, comissão técnica, diretoria e torcedor em mim me ajudam a poder jogar em alto nível. Não é fácil voltar ao futebol brasileiro nessa idade. Minha readaptação está sendo muito boa. Conseguir fazer uma pré-temporada. Fruto do trabalho que venho realizando”, afirmou.
Vivendo uma fase tão boa, seria impossível se Grafite não estivesse pensando na artilharia. O atacante confessou é um dos seus objetivos. Porém, frisou que está muito cedo para falar sobre o assunto e o foco dele é deixar o Santa cruz na primeira divisão.
“Ainda não é a hora de pensar na artilharia. Jogos mais complicados para marcar gols irão aparecer. Outros não. Mas falar que não penso nisso seria uma hipocrisia. Só que foco é manter o Santa na Série A”, finalizou.

Fonte: Blog do Torcedor, JC, Recife, 16/5/2016

Nenhum comentário: