quinta-feira, 21 de abril de 2016

Santa Cruz 3 x 1 Náutico



Fotografias de André Nery / JC Imagem

SANTA CRUZ 3 x 1 NÁUTICO

Davi Saboya

Embalado pela torcida que lotou o Arruda e em uma noite de gala do atacante Arthur, o Santa Cruz venceu o Náutico por 3×1, nesta quarta-feira (20), em partida válida pelo jogo de ida das semifinais do Campeonato Pernambucano. O Tricolor conseguiu marcar os dois primeiros gols logo no início dos dois tempos e adotou uma estratégia de explorar os erros do Alvirrubro. Já o Timbu pagou caro pelos erros defensivos e apenas no final da partida conseguiar acertar as jogadas.
As duas equipes voltam a se enfrentar no domingo (24), às 16h, na Arena Pernambuco. Vale lembrar que no Estadual não tem o critério do gol fora de cara. O que vale é o saldo de gols entre os confrontos.

O JOGO

Os primeiros dez minutos do clássico foram de muita cautela por parte das duas equipes. Só que na primeira chance da partida, aos 9 minutos, o Santa Cruz foi eficiente. Keno arrancou pela esquerda, invadiu a grande área e cruzou na cabeça do atacante Arthur que escorou para o fundo da rede. Pelo fato dos rivais jogarem com esquemas táticos semelhantes, o início do jogo não teve muitos lances perigosos. Depois que marcou o gol, o Tricolor esperou o Timbu na defesa, que tocava a bola de um lado para o outro, mas não conseguia encontrar espaços.
Após muita existência, o Alvirrubro conseguiu levar perigo a meta do Santa Cruz. Aos 28, em jogada ensaiada na cobrança de falta, Renan Oliveira tocou para Rony, sozinho, pelo lado direito, que invadiu a grande área e bateu cruzado. A bola desviou na defesa coral e por pouco não enganou o goleiro Tiago Cardoso. A resposta do Tricolor não demorou muito tempo. Também um lance de bola parada, a defesa do Náutico afastou errado a bola. Danny Morais pegou a sobra e levantou na cabeça de Grafite que por pouco não ampliou o placar.
Como marcou um gol logo no início do clássico, o Santa Cruz passou o primeiro tempo tentando explorar os erros do Timbu. Já o Náutico tentou encontrar espaços na defesa tricolor. Porém, os comandados de Milton Mendes conseguiram segurar as investidas dos jogadores alvirrubros, principalmente do atacante Rony que se movimentou bastante pelos dois lados.
O segundo tempo começou semelhante ao final da etapa inicial. Com a entrada do meia Esquerdinha na vaga de Gil Mineiro, o Náutico partiu em busca do empate. Enquanto o Santa Cruz continuou explorando os erros do rival. E novamente encontrou o caminho das redes. Após cobrança de escanteio, aos 7, João Paulo levanta na cabeça de Arthur, que subiu mais alto que a defesa alvirrubra, e ampliou o placar.
Pressionado pelo torcida do Santa Cruz, o Náutico não conseguiu levar perigo aos donos da casa após o segundo gol. Só aos 17, após cobrança de falta perigosa de Esquerdinha, é que o Timbu começou a invadir a defesa adversária. Mas sem sem sucesso nas jogadas. Até que em um contra-ataque mortal, aos 23, o Tricolor aumentou ainda mais a vantagem. Da entrada da grande área, Tiago Costa bateu de chapa no canto direito do goleiro Júlio César.
A tática do Santa Cruz na partida foi clara: explorar os erros do Timbu. E assim quase ampliou a vantagem ainda mais por duas vezes. Primeiro, novamente, em um contra-ataque, Lelê saiu na cara do goleiro alvirrubro que fez uma grande defesa. Segundo, após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Danny Morais que mandou de cabeça na trave. Apesar de ter tido uma noite quase toda eficiente, o Santa Cruz deu um vacilo no final da partida. Aos 42, Joazi arriscou de longe e diminuiu para o Náutico no terceiro Clássico das Emoções da temporada.

FICHA TÉCNICA

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Vítor, Neris, Danny Morais, Tiago Costa; Uillian Correa, João Paulo, Lelê; Arthur (Bruno Moraes), Keno (Raniel) e Grafite (Wallyson). Técnico: Milton Mendes.

NÁUTICO: Júlio César; Joazi, Ronaldo Alves, Fabiano Eller, Gastón; Ygor (Eduardinho), Rodrigo Souza, Gil Mineiro (Esquerdinha), Renan Oliveira e Rony (Rafael Coelho); Thiago Santana. Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

Local: Arruda. Horário: 21h45. Árbitro: Sebastião Rufino Filho. Assistentes: Ricardo Chianca e José Daniel Araújo.Gols: Arthur aos 9′ do 1ºT, aos 7′ do 2ºT e Tiago Costa aos 23′ do 2ºT (Santa Cruz). Joazi aos 42′ do 2ºT (Náutico).Cartões amarelos: Arthur, Uillian Correia (Santa Cruz). Renan Oliveira, Rodrigo Souza e Esquerdinha (Náutico).Público: 40.140. Renda: R$: 346.288,00.

Fonte: Jornal do Commercio, Recife, 20/4/2016

Nenhum comentário: