sábado, 9 de abril de 2016

Santa Cruz 0 x 0 Rio Branco


SANTA CRUZ 0 x 0 RIO BRANCO

Recife, PE, 06 (AFI) - Não foi com a facilidade que esperava, mas o Santa Cruz está classificado à segunda fase da Copa do Brasil graças a um empate morno sem gols com o Rio Branco-ES na noite desta quinta-feira, em casa, no estádio Arruda, no Recife.
O time pernambucano se garante na próxima fase da competição, a 2ª, graças à vitória no jogo de ida, no Espírito Santo, por 1 a 0, na semana passada. Assim, dá pra dizer que o Tricolor jogou com o regulamento embaixo do braço, isto é, se apoiou na vitória conquistada no jogo de ida, construída com gol de Bruno Moraes aos 49 minutos da etapa final.

AMARRADO

"Jogo amarrado", no vocabulário futebolístico, remete a uma partida em que há poucos lances de gol, o ataque quase não aparece, há muitos erros de passes, e os belos lances dão lugar à grande quantidade de faltas e a jogadas sem qualquer inspiração. Foi assim, amarrado, que se apresentou o primeiro tempo no Arruda entre Santa Cruz.
Precisando da vitória pelo menos por 1 a 0, para levar a decisão da vaga para as penalidades, o Rio Branco foi quem teve mais a iniciativa, mas esbarrou nas próprias limitações técnicas, a maior delas a falta de precisão nas finalizações.
Na etapa complementar, o panorama foi semelhante ao dos 45 minutos iniciais. O que mudou foi que os visitantes, sem a nada a perder, dominaram o jogo e encurralaram o Santa Cruz dentro de sua própria casa.
Cleiton Gladiador, sozinho, perdeu na frente do goleiro Edson Kölln, logo aos seis minutos, a melhor chance das duas que teve. Na segunda, ele optou pelo preciosismo ao tentar encobrir o goleiro e jogou pra fora. Aos 15, Rodriguinho bateu falta bem perto da trave e não marcou por detalhe. Depois, o Cobra Coral conseguiu administrar bem a vantagem do primeiro jogo, mesmo sem ameaçar o adversário e fazer uma partida bem abaixo do esperado, e o 0 a 0 persistiu até o fim.

FICHA TÉCNICA

SANTA CRUZ: Edson Kolln; Everton Sena (Ítalo Borges) (Lelê), Alemão, Neris e Tiago Costa;
Wellington Cézar, Daniel Costa, Leandro Lima, Léo Moura; Raniel (Pedrinho) e Bruno Moraes
Técnico: Milton Mendes.

RIO BRANCO: Walter; Ivan, Alexandre, Santiago e Murilo (Ramon Alves); Marco Antônio, Léo Oliveira, Ramon, Rodriguinho (Émerson Balotelli) e Bruno, Cleiton Gladiador (Felipe Capixaba). Técnico: Duílio Dias

Data: 06/04/2016. Horário: 21h45. Local: Estádio Arruda - Recife (PE). Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO). Assistentes: Leone Carvalho Rocha (GO) e Adailton Fernando Menezes (GO)
Renda: 2690 pessoas. Público: R$ 25.920,00. Cartões Amarelos: Santa Cruz-PE: Ítalo Borges, Léo Moura; Rio Branco-ES: Alex Hanz, Léo Oliveira, Santiago.

Fonte: Futebol Interior, 07/4/2016

Nenhum comentário: