segunda-feira, 21 de março de 2016

Santa Cruz 1 x 1 Náutico


Fotografia de Guga Matos

SANTA CRUZ 1 x 1 NÁUTICO

Carlyle Paes Barreto

Num clássico bem disputado, cheio de chances de gols, Santa Cruz e Náutico empataram por 1x1, neste domingo (20/3), no Arruda. Melhor para o Timbu, que se mantém líder do hexagonal do Campeonato Pernambucano.
Com o resultado, os alvirrubros somam 17 pontos, levando vantagem sobre o Salgueiro nos gols pró. Já o tricolor segue em quarto, com nove.
Depois de muito tempo, as duas equipes começaram o jogo com dois meias e dois atacantes, abrindo mão de um dos ponteiros. Com isso o duelo ficou preso no meio. Com muita marcação. Mas não truncado.
Com apenas três minutos, Gil Mineiro tomou bola de João Paulo e lançou Tiago Santana. O atacante errou a conclusão. Aos 11, foi a vez de Gil perder a primeira chance clara, livre, cabeceando para fora. Um pouco antes, Grafite se enrolou com Leo Moura e também desperdiçara oportunidade.
Depois desta sequência, o sistema de marcação foi fortalecido. Do lado coral, João Paulo mais recuado que o normal. Mesmo com dois volantes. Já o alvirrubro não liberava os laterais, apostando na velocidade dos atacantes.
Numa das raras chances do Santa, aos 22, Alan Vieira cruzou forte, a bola desviou em Ronaldo e foi na cabeça de Júlio César. Que salvou sem querer. O troco do Náutico veio cinco minutos depois. Quase letal. No mano a mano com Leonardo, Rony puxou contra-ataque e deixou Gil Mineiro livre. Mas Tiago Cardoso evitou o gol. Aos 39, o paredão tricolor voltou a salvar sua equipe, defendendo chute forte de Renan, após erro de Leonardo.
Aos 44, foi a vez de outro goleirão aparecer, quando Júlio César defendeu pênalti cobrado no canto por Grafite, depois de o atacante ser puxado infantilmente por Ronaldo Alves. Nos acréscimos, no entanto, ele saiu mal, sendo interceptado por Alemão, que desviou cruzamento de João Paulo. Abrindo o placar.
A segunda etapa começou mais solta. Com o Náutico buscando o empate e o Santa aproveitando os espaços deixados para contra-atacar. Em menos de 15 minutos, cinco oportunidades de gol. Três do timbu, com Henrique, Rafael Pereira e Tiago Santana. E duas (claras) corais, com João Paulo chutando rente à trave. Na outra, Keno tentando encobrir Júlio César.
Como os donos da casa não aproveitaram, os visitantes empataram, com Daniel Moraes aproveitando cruzamento de Gil Mineiro. E logo depois perdeu duas chances de virar. Com Ronaldo, na pequena área, e com Daniel finalizando em cima de Tiago Cardoso. Só que o alvirrubro recuou. E viu o tricolor pressionar até o final. Mesmo que de forma desordenada.

FICHA DO JOGO

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Vítor (Everton Sena), Alemão, Leonardo e Alan Vieira; Lucas Gomes, Uillian Correia, João Paulo e Leo Moura (Raniel); Keno e Grafite. Técnico: Marcelo Martelotte.

NÁUTICO: Júlio César, Rafael Pereira, Ronaldo Alves, Eller e Henrique; Eduardinho, Gil Mineiro (Rafael Coelho); Rodrigo Souza e Renan; Rony (Jeferson Nem) e Tiago Santana (Daniel Moraes). Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

Local: Arruda. Árbitro: Gilberto Castro Júnior. Assistentes: Aldir Pereira e Marlon Andrade. Gols: Alemão, aos 46 minutos do 1º tempo, e Daniel Moraes, aos 22 do 2º. Cartôes amarelos: Uillian Correia, Rafael Pereira, Ronaldo Alves, Daniel Moraes. Renda: R$ 173.115. Público: 12.010.

Fonte: Jornal do Commerio, Recife, 20/3/2016

Nenhum comentário: