segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Sport 2 x 1 Santa Cruz


SPORT 2 x 1 SANTA CRUZ

Paulo Henrique Tavares

A vitória foi rubro-negra. Esta simples frase não exibe em sua estrutura todo o esforço que o Sport precisou enfrentar para bater o Santa Cruz. Mesmo mandante, em uma Ilha do Retiro fervilhante, o Leão precisou sair de uma condição desfavorável, se reconstruir durante o jogo e vencer. Com gols de Luiz Antônio e Túlio de Melo, o Leão virou pra cima dos tricolores, que haviam saído na frente com Grafite. O 2×1, deste domingo, colocou a equipe na quarta colocação do Hexagonal do Título do Campeonato Pernambucano 2016, com seis pontos. Os corais estão em quinto, com quatro pontos.
Sport e Santa Cruz entraram em campo com problemas em suas escalações iniciais. Pelo lado rubro-negro, Samuel Xavier, com um desconforto na coxa direita, teve de ser substituído pelo improvisado volante Ronaldo. No Tricolor, dois desfalques: Wellington Cézar e Dedé, ambos com uma lesão grau dois na coxa direita, foram sacados para as entradas de Lucas Gomes e Renatinho. Em uma conta simples, seria fácil imaginar que os corais saíram atrás com relação aos leoninos nestas novidades de última hora. E também não há duvidas de que este cenário interferiu na partida.
Com dois problemas em seu meio de campo, a postura do Santa Cruz deixou evidente o pedido do técnico Marcelo Martelotte em intensificar a marcação. Era normal observar duas linhas bem postadas com apenas o atacante Grafite na referência do ataque. Essa espécie de 4-5-1 emperrou o ofensivamente o Sport. Contou de forma desfavorável para o Leão a indecisão com relação ao posicionamento de seus homens de ataque. Neste Clássico das Multidões, o técnico Falcão resolveu apostar na estreia do recém-chegado Gabriel Xavier, junto com Reinaldo Lenis e Túlio de Melo. Existia uma grande distância entre o meio de campo e o ataque, e os rubro-negros se tornaram improdutivos.
Tudo que o Santa Cruz queria aconteceu nos minutos iniciais do jogo. Logo aos 8, uma desatenção da zaga do Sport fez o atacante Lelê encontrar Grafite, que não teve muito trabalho em abrir o marcador e dar vantagem aos visitantes. Durante boa parte da etapa inicial, os anfitriões rubro-negros se mostraram um adversário inofensivo. Foi uma mudança tática que fez a história do jogo acabar favorável para o Leão. Falcão resolveu trocar a posição de Reinaldo Lenis para a ponta direita, acionando Gabriel Xavier na esquerda. E as chances começaram a surgir, com boa participação de Tiago Cardoso para segurar o 1×0.
Nenhuma substituição foi protagonizada após o intervalo. Inclusive, a maior presença ofensiva do Sport permaneceu dando a tônica ao jogo. O empate, então, aconteceu. Aos 7 minutos, Reinaldo Lenis levou a bola ao fundo, na ponta direita, e cruzou para a área. Antes de encontrar as redes, a bola passou por todo mundo e foi finalizada por Luiz Antônio. O gol rubro-negro deixou o jogo mais aberto. As duas equipes passaram a se expor na partida, e o contra-ataque virou a arma de ambos os times. E foi em uma dessas escapadas que a vitória rubro-negra acabou construída. Aos 34 minutos, Everton Felipe cruzou para Túlio de Melo, e o centroavante foi decisivo.

FICHA DE JOGO

SPORT: Danilo Fernandes; Ronaldo, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Serginho (Everton Felipe), Luiz Antônio e Gabriel Xavier (Neto Moura); Reinaldo Lenis (Jonathan Goiano) e Túlio de Melo. Técnico: Paulo Roberto Falcão.

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Vítor, Alemão, Danny Morais e Allan Vieira; Lucas Gomes, Renatinho e João Paulo; Wallyson (Raniel), Lelê (Bruno Moraes) e Grafite. Técnico: Marcelo Martelotte.

Local: Estádio da Ilha do Retiro (Recife). Árbitro: Sebastião Rufino Filho. Assistentes: Clóvis Amaral da Silva e Elan Vieira. Gols: Grafite (aos 8 do 1ºT); Luiz Antônio (aos 7 do 2ºT); Túlio de Melo (aos 34 do 2ºT). Cartões amarelos: Grafite, Lucas Gomes (Santa Cruz); Gabriel Xavier (Sport). Público: 14609. Renda: R$ 321.034,00.

Fonte: Blog de Primeira, Folha de PE, Recife, 21/02/2016

Nenhum comentário: