domingo, 24 de janeiro de 2016

Objetivo é manter-se na Série A


OBJETIVO É MANTER-SE NA SÉRIE A

William Tavares
Na primeira entrevista coletiva que concedeu com a camisa do Santa Cruz, o atacante Wallyson destacou que o clube poderia sonhar alto na Série A do Campeonato Brasileiro 2016. “Podemos pensar em Libertadores, por que não?”, disse o jogador. Uma opinião que não parece ser a mesma de outros atletas do elenco. O meia Daniel Costa prefere manter os pés no chão na hora de traçar um prognóstico de desempenho para os pernambucanos no Brasileirão. Para o camisa 11, antes de pensar em “surpreender”, os tricolores precisam sobreviver na competição.
“Nosso primeiro objetivo é continuar na Série A, tentar escapar do rebaixamento. Não adianta iludir o torcedor. Mas a partir do momento que conseguirmos fugir, aí nós veremos onde podemos chegar”, afirmou o jogador.
Permanecer dois anos consecutivos na Primeira Divisão é um desafio e tanto para o Santa Cruz. Em 1992, a equipe foi uma das 12 que conseguiu o acesso à elite do futebol nacional. No ano seguinte, foi rebaixada à Segundona. Em 1999, novo retorno ao Brasileirão. Como em 2000 não houve rebaixamento, o Tricolor só correu o risco de queda em 2001. E para a tristeza dos tricolores, foi justamente o que aconteceu. Quatro anos depois, o Santa Cruz comemorava o vice-campeonato da Série B e o acesso à Série A. Mal ingressou no grupo dos melhores clubes do Brasil, o Tricolor novamente lamentou o rebaixamento, em 2006.
Para ajudar o Santa a se manter na elite do futebol nacional, Daniel Costa quer aprimorar seu principal fundamento: a bola parada. Na Série B do ano passado, o meia marcou quatro gols de falta. Em 2016, ele quer aumentar ainda mais esse número. “Ganhamos um dia a mais de treino depois do adiamento da estreia do Pernambucano e vou aproveitar para, na semana que vem, ter mais tempo de treinar (bola parada). Se tiver uma oportunidade no jogo, quero aproveitar dar melhor maneira”, revelou.

Fonte: Blog de Primeira, Folha de PE, Recife, 23/01/2016

Nenhum comentário: