sábado, 30 de janeiro de 2016

Santa Cruz 3 x 1 Botafogo-PB


SANTA CRUZ 3 x 1 BOTAFOGO-PB

O Santa Cruz não precisou de muito esforço para sair com mais uma vitória no último teste antes do início do Hexagonal do Campeonato Pernambucano 2016. O Tricolor venceu o Botafogo/PB, no Arruda, por 3×1, gols de Grafite, Neris e Allan. Muller descontou para os paraibanos. A equipe volta a campo agora no dia 1º de fevereiro, contra o Náutico, na Arena Pernambuco, pela estreia da segunda fase do Estadual.
Por conta de uma queda de energia no Arruda, a partida começou com 20 minutos de atraso. Poupando quatro jogadores do time considerado titular (Alemão, Wellington, Daniel Costa e Raniel), o técnico Marcelo Martelotte montou o Santa com um esquema bastante ofensivo. Nada menos do que quatro jogadores de ataque foram escalados: Keno, Lelê, Arthur e Grafite. Aproveitando a aparente desorganização do Botafogo/PB, o Tricolor não demorou a abrir o placar. Aos seis minutos, Grafite deu um belo giro de corpo e tocou com tranqüilidade no canto do goleiro Michel, fazendo 1×0 para o Santa.
Atuando no 4-2-4, o Santa tentou de início furar o bloqueio do Botafogo pelo meio. Ao descentralizar as jogadas e procurar Lelê e Keno pelas pontas, o Tricolor se encontrou na partida e ampliou o placar. João Paulo cobrou falta e Neris desviou de cabeça para encobrir o goleiro. A partir do segundo tento, os mandantes passaram a ter o controle completo da partida. Antes do final do primeiro tempo, Allan Vieira soltou a bomba na cobrança de falta e marcou o terceiro gol do amistoso.
Na volta do intervalo, várias mudanças dos dois lados. O Belo trocou todo o time, enquanto o Santa fez cinco alterações: saíram Tiago Cardoso, Vítor, Allan Vieira, Lelê e Grafite para as entradas de Edson, Lucas Ramon, Tiago Costa, Pedrinho e Wallyson. Em seguida, o técnico Marcelo Martelotte sacou Danny, João Paulo e Keno para colocar Everton Sena, Marcílio e Renatinho, respectivamente.
Aos 19, o Botafogo fez o seu gol de honra, com Muller. Sem o mesmo ímpeto do final do primeiro tempo, o Santa cadenciou mais o jogo e terminou seu período de testes com mais uma vitória.

FICHA DO JOGO

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso (Edson); Vitor (Lucas Ramon), Neris, Danny Morais (Everton Sena) e Allan Vieira (Tiago Costa); Lucas Gomes, João Paulo (Marcílio), Lelê (Pedrinho), Keno (Renatinho) e Arthur; Grafite (Wallyson). Técnico: Marcelo Martelotte.

BOTAFOGO-PB: Michel Alves (Edson); Angelo (Robert) (Luquinha), Plínio (Magno Alves), Marcelo Xavier (Nildo) e Zeca (Jeferson Recife); Gedeil (Tiago Costa), Djavan (Muller), Marcos Antônio (Gustavo) e Aílton (Léo Henrique) ; Daniel Cruz (Janeldo) e Jó Boy (Warley).Técnico: Itamar Shuller.

Local: Arruda (Recife/PE). Árbitro: Nielson Nogueira Dias (PE). Assistentes: Cleberson Nascimento (PE) e José Daniel (PE). Gols: Grafite (6 do 1ºT), Neris (25 do 1ºT), Allan (37 do 1ºT) e Muller (aos 19 do 2ºT). Cartões amarelos: Marcelo Xavier (B); Tiago Costa (S). Renda: R$ 35.130,00. Público: 4.268 torcedores.

Fonte: Blog de Primeira, Folha de PE, Recife, 27/01/2016

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Santa Cruz x Botafogo-PB


Galeria de imagens


O Santinha no ataque


O pequeno torcedor


A torcida mais apaixonada do Brasil


Grafite empata a jogo, de pênalti


Grafite pai e Grafite filho


Cabelo de Fogo


Grafite dando entrevista




Nunes, o Cabelo de Fogo

SANTA CRUZ 3 x 1 FLAMENGO-RJ
Recife, 24/01/2016
Fotografias de Clóvis Campêlo

domingo, 24 de janeiro de 2016

Galeria de Imagens

 

Tiago Cardoso no aquecimento


Eddy Carlos e Canibal cantando o Hino de Pernambuco


O "mundão" do Arruda


O ídolo retratado na camisa


A Taça Chico Science


O Flamengo entrando em campo


O Santa Cruz entra em campo


As equipes se aprontando para o jogo


Grafite, Nunes e o pontapé inicial do jogo


O Flamengo no ataque

SANTA CRUZ 3 x 1 FLAMENGO-RJ
Amistoso
Recife, 24/01/2016
Fotografias de Clóvis Campêlo

Santa Cruz 3 x 1 Flamengo-RJ


Fotografia de Antônio Melcop

SANTA CRUZ 3 x 1 FLAMENGO-RJ

Clauber Santana

O Santa Cruz começou 2016 assim como terminou 2015: com vitória. Mesmo debaixo de um sol forte, em amistoso realizado no final da manhã deste domingo (24), o Tricolor venceu o Flamengo por 3×1 de virada, no Arruda, e conquistou a segunda edição da Taça Chico Science. O time carioca saiu na frente com Willian Arão. Grafite, de pênalti, empatou ainda na etapa inicial. João Paulo marcou o segundo tento e Arthur garantiu o triunfo nos minutos finais. A Cobra Coral terá mais um confronto antes da estreia no Campeonato Pernambucano. Na próxima quarta-feira, o adversário será o Botafogo/PB, em casa, às 20h30
O forte calor de 31º na capital pernambucana não atrapalhou os jogadores, pelo menos não no primeiro tempo, que teve uma intensidade até certo ponto surpreendente. Após dez minutos de ritmo lento, o Flamengo se soltou em campo e pressionou o Santa Cruz. Trocando passes desde a defesa, a equipe carioca chegou com perigo duas vezes. Na primeira, Alemão quase marcou contra. Em seguida, Tiago Cardoso salvou num forte arremate de Gabriel. Na oportunidade seguinte, o Rubro-negro não desperdiçou. Willian Arão recebeu de Guerrero e chutou, Tiago Cardoso tocou na bola e no rebote o próprio volante mandou para o fundo das redes.
O Tricolor teve muitas dificuldades, principalmente no meio-campo. Quando João Paulo começou a aparecer na partida, a equipe coral cresceu. O camisa 10 perdeu uma das melhores chances da etapa inicial ao mandar a bola em cima do goleiro Alex Muralha. Aos 44, coube a Grafite deixar o placar igual. O atacante sofreu um pênalti e foi para a cobrança. E, como manda o figurino, mandou no canto direito do arqueiro rubro-negro, que caiu para o outro lado e não teve a mínima chance de defesa.
Por se tratar de um amistoso de preparação para a temporada, os técnicos Marcelo Martelotte e Muricy Ramalho voltaram para o segundo tempo com várias substituições. O comandante coral realizou seis mudanças e manteve apenas Tiago Cardoso, a dupla de defesa, Wellington Cézar e João Paulo. Enquanto o flamenguista tirou todos os atletas de linha. Com novas escalações, o Santa Cruz recomeçou melhor e logo marcou o tento da virada. Aos sete minutos, Keno chutou na trave e no rebote João Paulo completou para o gol.
As entradas de Edson Kolln, Néris, Everton Sena, Dedé e Lucas Gomes completaram as alterações do Tricolor. Thiago Santos ainda substituiu Jajá na equipe carioca. Sendo assim, como era esperado, qualidade da partida caiu devido aos vários reservas em campo. O Flamengo teve mais posse de bola, buscou espaços no ataque na tentativa do empate, mas não conseguiu. Já nos acréscimos, o Santa Cruz anotou o terceiro gol com Arthur e fechou o placar.

FICHA DO JOGO

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso (Edson Kolln); Vitor (Lucas Ramon), Alemão (Néris), Danny Morais (Everton Sena) e Allan Vieira (Tiago Costa); Wellington Cézar (Dedé, Daniel Costa (Renatinho), João Paulo (Lucas Gomes), Lelê (Wallyson) e Raniel (Keno); Grafite (Arthur). Técnico: Marcelo Martelotte.

FLAMENGO: Alex Muralha; Rodinei (Pará), Wallace (César Martins), Juan (Antônio Carlos) e Jorge (Chiquinho); Márcio Araújo (Jonas), Willian Arão (Jajá) (Thiago Santos), Everton (Canteros) e Gabriel (Allan Patrick); Emerson Sheik (Mancuello) e Guerrero (Douglas Baggio). Técnico: Muricy Ramalho.

Local: Arruda. Árbitro: Gilberto Castro Júnior. Assistentes: Charles Rosas e Aldir Pereira. Gols: Willian Arão (22 do 1ºT), Grafite (44 do 1ºT), João Paulo (7 do 2ºT) e Arthur (46 do 2ºT). Cartões amarelos: Danny Morais e Lelê (Santa Cruz); Emerson Sheik e Canteros (Flamengo). Público: 15.858.  Renda: R$ 264.570,00.

Fonte: Blog de Primeira, Folha de PE, Recife, 27/01/2016

Galeria de Imagens




Alemão pede atenção contra o Flamengo


ALEMÃO PEDE ATENÇÃO CONTRA O FLAMENGO

Yuri de Lira

Paolo Guerrero e Emerson Sheik. Este será o provável ataque do Flamengo que vai enfrentar o Santa Cruz neste domingo, em amistoso válido pelo Troféu Chico Science. O status deles faz Alemão cobrar atenção do time coral com a dupla. Após empates nos jogos que fez na carreira contra os atacantes, o defensor tricolor almeja agora um “desempate” no confronto do Arruda.
Alemão enfrentou os dois jogadores na Série A do Brasileiro de 2014, à época quando defendia o Vitoria. “Joguei contra o Sheik, que estava no Botafogo, e empatamos em 1 a 1, no Rio de Janeiro. Joguei também contra o Guerrero quando ele estava no Corinthians e a gente conseguiu empatar em 0 a 0 (na Bahia). Ou seja, não perdi. A gente espera agora superar os dois, juntos”, falou o zagueiro do Santa Cruz.
Apesar da vontade de vencê-los, Alemão não deixa de rasgar elogios aos dois rivais. “São dois grandes jogadores. A gente tem que ter atenção ao máximo para não dar espaço porque eles têm qualidade e sabem fazer gols”, declarou.

Fonte: Diario de PE, Recife, 22/01/2016

Nunes revela o seu amor pelo Santa Cruz


NUNES REVELA O SEU AMOR PELO SANTA CRUZ

Um dos maiores ídolos da história do Santa Cruz, o atacante Nunes está em Recife para acompanhar a partida do próximo domingo, diante do Flamengo. Desde que chegou em Pernambuco, o ex-atleta está revivenciando e relembrando a grande relação que construiu com o Mais Querido. Em um almoço junto aos gestores corais e aos jornalistas presentes, o "Cabelo de Fogo" destacou o tamanho do seu sentimento pelo Tricolor.
"Estou muito feliz de retornar ao Recife e rever minha nação coral, a torcida do Santa Cruz, de poder encontrar com o seu presidente pessoalmente. Tudo que fiz pelo Santa Cruz foi com carinho, respeito, amor. Por isso consegui todos os meus sonhos, meus objetivos. Não esqueço o Santa Cruz. Mesmo jogando por outro clube e conquistando títulos importantes, o Santa Cruz está dentro do meu coração. Junto com o Flamengo, são os dois clubes que tenho o maior respeito, o maior carinho e que realmente amo", destacou.
O atacante marcou época no Santa Cruz, entre os anos de 1975 e 1979. Atuando com a camisa coral, Nunes conquistou título em âmbito estadual e alcançou marcas expressivas, de amplitude nacional. Ele foi um dos destaques da histórica campanha no Brasileirão de 75.
"Estou com alguns cabelos grisalhos, mas com a mesma vontade. Se me colocarem para jogar, vou dar conta do recado. Estou feliz de estar aqui em Recife e poder rever os amigos", brincou o ex-atleta.
Nunes irá assistir a partida entre Santa Cruz e Flamengo, às 11h do próximo domingo, no Estádio do Arruda. Antes disto, o ídolo coral participará de uma sessão de autógrafos na nova Santa Cruz Store, na sede social do clube, neste sábado, de 10h até 12h.

Fonte: Jornal do Commercio, Recife, 22/01/2016

Objetivo é manter-se na Série A


OBJETIVO É MANTER-SE NA SÉRIE A

William Tavares
Na primeira entrevista coletiva que concedeu com a camisa do Santa Cruz, o atacante Wallyson destacou que o clube poderia sonhar alto na Série A do Campeonato Brasileiro 2016. “Podemos pensar em Libertadores, por que não?”, disse o jogador. Uma opinião que não parece ser a mesma de outros atletas do elenco. O meia Daniel Costa prefere manter os pés no chão na hora de traçar um prognóstico de desempenho para os pernambucanos no Brasileirão. Para o camisa 11, antes de pensar em “surpreender”, os tricolores precisam sobreviver na competição.
“Nosso primeiro objetivo é continuar na Série A, tentar escapar do rebaixamento. Não adianta iludir o torcedor. Mas a partir do momento que conseguirmos fugir, aí nós veremos onde podemos chegar”, afirmou o jogador.
Permanecer dois anos consecutivos na Primeira Divisão é um desafio e tanto para o Santa Cruz. Em 1992, a equipe foi uma das 12 que conseguiu o acesso à elite do futebol nacional. No ano seguinte, foi rebaixada à Segundona. Em 1999, novo retorno ao Brasileirão. Como em 2000 não houve rebaixamento, o Tricolor só correu o risco de queda em 2001. E para a tristeza dos tricolores, foi justamente o que aconteceu. Quatro anos depois, o Santa Cruz comemorava o vice-campeonato da Série B e o acesso à Série A. Mal ingressou no grupo dos melhores clubes do Brasil, o Tricolor novamente lamentou o rebaixamento, em 2006.
Para ajudar o Santa a se manter na elite do futebol nacional, Daniel Costa quer aprimorar seu principal fundamento: a bola parada. Na Série B do ano passado, o meia marcou quatro gols de falta. Em 2016, ele quer aumentar ainda mais esse número. “Ganhamos um dia a mais de treino depois do adiamento da estreia do Pernambucano e vou aproveitar para, na semana que vem, ter mais tempo de treinar (bola parada). Se tiver uma oportunidade no jogo, quero aproveitar dar melhor maneira”, revelou.

Fonte: Blog de Primeira, Folha de PE, Recife, 23/01/2016

sábado, 23 de janeiro de 2016

Santa Cruz x Flamengo


Armando o time para o estadual


ARMANDO O TIME PARA O ESTADUAL

Marcelo Martelotte não é um treinador que costuma esconder o jogo. Apesar de realizar treinos fechados com frequência, o técnico nunca foi de fazer mistério quanto às suas escalações.
Neste início de pré-temporada, não vem sendo diferente. Apesar das diversas variações testadas, principalmente no setor ofensivo, o comandante coral parece, enfim, ter encontrado o seu time-base para o amistoso contra o Flamengo, próximo domingo, no Arruda.
Ontem, no penúltimo treinamento antes do duelo com os cariocas, Martelotte voltou a usar a equipe que venceu os dois jogos-treino contra AGAP e selecionado de Chã Grande, dando a entender que deve iniciar o Campeonato Pernambucano com tal formação.
O time foi formado por: Tiago Cardoso; Vítor, Alemão, Danny Morais, Allan Vieira, Wellington Cézar, João Paulo, Daniel Costa, Raniel e Lelê; Grafite.
“Nossa estreia está cada vez mais próxima. Queremos entrar bem no nosso último teste para pegarmos confiança para o Pernambucano e, principalmente, para o clássico”, disse o meia Daniel Costa.

Fonte: Jornal do Commercio, Recife, 22/01/2016

Homenagem a Nunes



HOMENAGEM A NUNES

 Caio Wallerstein

Atacante campeão pernambucano pelo Santa Cruz e da Libertadores pelo Flamengo, Nunes será homenageado na Taça Chico Science, torneio amistoso disputado pelos dois clubes. A homenagem, inclusive, começou já nesta sexta-feira: o Tricolor, em parceria com a PE Retrô (nova administradora da loja coral), lançou uma camisa alusiva ao período em que o atleta atuou pelo Santa. O modelo foi apresentado nas redes sociais do clube.
Ainda sem preço confirmado, o uniforme começa a ser vendido hoje no Arruda. E com uma promoção para o torcedor: a compra da camisa garante também o ingresso para a partida amistosa, marcada para este domingo, às 11h, no estádio coral.
Ídolo do Santa na década de 1970 (ele atuou entre 1975 e 1978), Nunes foi campeão pernambucano de 1976. Pelo Flamengo, conquistou a Taça Libertadores e o Mundial (na época, era chamado de Copa Europeia/Sul-Americana) em 1981. Além deles, também conquistou o Campeonato Brasileiro em duas oportunidades (1980 e 1982), além de dois Cariocas. Nunes também esteve presente no elenco que venceu o Módulo Verde da Copa União de 1987.

Homenagens já começaram
Em almoço realizado nesta tarde, num restaurante na Zona Sul do Recife, o presidente Alírio Moraes entregou a camisa em homenagem a sua contribuição ao Santa Cruz. "Para onde Nunes foi, torci por ele. É um grande atleta", disse.
Irreverente, Nunes exaltou a contribuição de Alírio ao Santa Cruz e evitou declarar torcida por um time. "Tenho um carinho enorme por ambos os clubes. Vou torcer um pouco por cada", brincou.

Fonte: Diario de Pernambuco, Recife, 22/01/2016

Assalto no Arruda


ASSALTO NO ARRUDA

Os funcionários das bilheterias do Arruda viveram momentos de tensão, às vésperas da partida entre Santa Cruz e Flamengo, válida pela segunda edição da Taça Chico Science. Dois homens armados invadiram o Arruda, no setor destinado à venda de ingressos para sócios do clube, e roubaram uma quantia em dinheiro, além de uma parte dos bilhetes referentes ao jogo que acontece neste domingo, às 11h, no Arruda.
O assalto ocorreu no final da manhã desta sexta (22). Os bandidos entraram pelo portão principal da sede do Santa, que é aberto ao público, e foram até a sala de adesão de novos sócios. Eles disseram que estavam interessados em se associar ao Tricolor. Um dos homens ficou na porta, enquanto o outro foi até as bilheterias do clube. Segundo informações apuradas pela reportagem, eles levaram R$ 3.800 em espécie. Na saída, ainda pegaram 350 bilhetes do jogo amistoso, cada um no valor de R$ 20. Somando a quantia extraviada das bilheterias e o dinheiro que poderia ser adquirido com a venda dos tickets, o prejuízo coral ultrapassaria os R$ 10 mil.
O Santa Cruz dispõe de um circuito interno de câmeras no local e já recolheu as imagens do assalto. De acordo com a diretoria de segurança patrimonial, o clube já prestou queixa na delegacia de Água Fria e liberou o vídeo da ação para os policiais, auxiliando na tentativa de identificar os criminosos. As câmeras do Centro Integrado de Operações de Defesa Social (Ciods), que ficam nas redondezas do Arruda, também serão utilizadas no caso. O clube informou que não repassará ao público o valor roubado e o número de ingressos levados pelos assaltantes.
No ano passado, o Santa Cruz passou por uma situação parecida. As bilheterias do Arruda foram invadidas às vésperas do Clássico das Multidões, contra o Sport, pela estreia do Campeonato Pernambucano. No entanto, o clube não teve prejuízos porque os guichês assaltados eram de uma empresa terceirizada que prestava serviços ao Tricolor (BWA). Além disso, momentos antes da entrada dos ladrões, a companhia fizera o recolhimento do valor apurado do dia. O prejuízo não ocasião foi de apenas R$ 200, além de pertences roubados dos funcionários da bilheteria. Em 2006, outro caso: ladrões invadiram o vestiário do Arruda e levaram alguns objetos dos jogadores do Santa, como chuteiras, calções e camisetas, além de picharem o local.

Fonte: Blog de Primeira, Folha de PE, Recife, 22/01/2016

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

O jogo treino


Fotografia de Antônio Melcop

O JOGO TREINO

O Santa Cruz deixou uma boa impressão em seu primeiro teste na temporada. Não se tratava de uma partida oficial, mas para o técnico Marcelo Martelotte valeu a oportunidade de avaliar os jogadores que permaneceram no clube e os novos reforços. Com gols de Keno (2), Lelê, Raniel, Arthur e Pedrinho Botelho, o Tricolor goleou o Agap por 6×0, no estádio Barbosão, em Chã Grande.
O Santa entrou em campo com Tiago Cardoso; Vitor, Alemão, Danny Morais e Allan Vieira; Wellington Cézar, Daniel Costa, João Paulo, Lelê e Raniel; Grafite. Na primeira etapa, a equipe coral deixou o gramado vencendo por 2×0, gols de Lelê e Raniel. No segundo tempo, Martelotte colocou em campo os reforços para a temporada 2016 e escalou a equipe coral com Edson Kolln; Lucas Ramon, Neris, Everton Sena e Tiago Costa; Dedé, Renatinho e Pedrinho Botelho; Keno, Wallyson e Arthur.
O Santa entra em campo na próxima quarta, às 15h contra o Selecionado de Chã Grande, também no Barbosão. Será o segundo e último teste do Tricolor antes da partida contra o Flamengo, no dia 24 de janeiro, pela segunda edição da Taça Chico Science. O duelo contra o rubro-negro carioca será às 11h, no Arruda.

Fonte: Blog de Primeira, Folha de PE, 17/01/2016

Noberto na seleção pernambucana juvenil


NORBERTO NA SELEÇÃO PERNAMBUCANA JUVENIL

Lenivaldo Aragão

Fim dos anos 50. A seleção pernambucana juvenil, em preparativos para o Campeonato Brasileiro, derrota a seleção de Limoeiro, de camisas tricolores, por 2 x 0, em amistoso realizado na Princesa do Capibaribe. O árbitro é José Teixeira de Carvalho, há muitos anos morando nos Estados Unidos. A equipe estadual, a partir da esquerda: Baiano, Lula Vasquez, Célio, Nado, Louro, Fernandinho, Norberto (5), Dedé, Peu, Paulinho e China. Norberto, que acaba de nos deixar, sempre foi do Santa Cruz. Volante, também jogando de lateral, era irmão do zagueiro central Nagel, que reside no Hotel Fator, na Rua dos Navegantes, no terminal de Boa Viagem. Quanto a Norberto, este participou da campanha tricolor em 1969, no primeiro ano do pentacampeonato – 1969 / 1973. Em 21 de março de 1969, o Santa Cruz empatava por 1 x 1 com o Náutico, nos Aflitos, tendo esta formação: Pedrinho, Norberto, Birunga, Rivaldo e Valdir; Zito e Luciano; Joel, Alberi, Mirobaldo e Fernando Santana. No que se refere à seleção juvenil, comandada por Alexandre Borges, Norberto era o capitão do time.

domingo, 17 de janeiro de 2016

A morte de Noberto


A MORTE DE NOBERTO

Leonardo Vasconcelos

O ex-jogador do Santa Cruz, Noberto Gonçalves de Melo, de 75 anos faleceu na madrugada desta sexta (15). Ele estava internado no Hospital Agamenon Magalhães e morreu de falência múltipla dos órgãos. O atleta defendeu o Tricolor do Arruda na década de 70.

Fonte: Jornal do do Commercio, Recife, 15/01/2016

Grafite e o Flamengo carioca


GRAFITE E O FLAMENGO CARIOCA

Thaís Lima

Quase quinze anos se passaram desde que Grafite vestiu a camisa do Santa Cruz diante do Flamengo pela última vez. O camisa 23 tricolor lembra bem do domingo chuvoso, no ano de 2011, em que, o time carioca foi derrotado de virada por 2 a 1, no Arruda. Na ocasião, o atacante quase deixou a sua marca com uma cabeçada, mas a bola ficou na trave. Para a partida do dia 24, o amistoso na casa coral, o atleta espera um grande jogo, “apesar de ser às 11h da manhã”.
“É sempre um prazer jogar com jogadores do nível dele (de Guerreiro) e de outros jogadores do Flamengo. Acho que a Série A proporciona isso. Você poder jogar ao lado de atletas de qualidade e de grandes clubes . Vou rever o Muricy Ramalho que foi um cara que me ajudou muito no começo da carreira, principalmente aqui no Santa Cruz. Vai ser um grande jogo. Bom para assistir, bom para jogar, apesar de ser às 11h da manhã”, afirmou o camisa 23.
Após quase uma semana em Chã Grande, Grafite afirma que está evoluindo com os treinamentos da pré-temporada. O foco agora, segundo o atacante, é aproveitar ao máximo este período de treinamentos para jogar em alto nível e aguentar toda a temporada que começa no próximo dia 30, contra o Náutico, pelo Campeonato Pernambucano.
“Estou evoluindo bem, me soltando mais a cada treino. A carga de trabalho está forte desde a semana passada e vai ser bom para mim até porque desde o ano passado que eu não faço uma pré-temporada boa como essa. Vai ser importante para eu me recondicionar, jogar em alto nível, até melhor do que joguei no ano passado. O pessoal da comissão não dá trégua, vai ser bom para começarmos bem a temporada, se preparar bem, preparar a musculatura para aguentar a temporada toda, porque ela vai ser longa”, concluiu o jogador.

Fonte: Diario de PE, Recife, 16/01/2016

As alternativas corais para 2016


AS ALTERNATIVAS CORAIS PARA 2016

O Santa Cruz de 2016 ainda não trouxe nenhum nome de peso. No gol, apesar da vinda de Edson Kölln, dificilmente Tiago Cardoso perderá o posto de titular. O mesmo vale para o lateral-direito Vítor, que não deve ser banco do jovem Lucas Ramon. Na lateral esquerda, a briga é mais complicada. Allan Vieira terá a sombra de Tiago Costa. Sem contratações para a zaga, a tendência é que Alemão e Danny Morais continuem entre os titulares. Com apenas Wellington Cézar de primeiro homem de marcação, o atleta formado nas categorias de base do clube segue sem concorrência.
No meio, Daniel Costa e João Paulo iniciam a temporada com o respaldo de um bom desempenho em 2015. Mas o técnico Marcelo Martelotte tem boas opções no banco caso queira deixar o meio-campo mais defensivo, com a entrada do volante Dedé. Para manter a ofensividade, tem disponível Pedrinho Botelho e Raniel.
O ataque é o setor mais concorrido. Em tese, sobra uma vaga para quatro jogadores, considerando que o centroavante Grafite é titular absoluto. Lelê, remanescente da campanha de 2015, também deve permanecer na equipe principal. Keno, Wallyson, Arthur e Italo lutam pelo espaço restante.

Fonte: Blog de Primeira, Folha de PE, Recife, 16/01/2016

sábado, 16 de janeiro de 2016

Preparação suficiente?


Fotografia de Flávio Japa

PREPARAÇÃO SUFICIENTE?

William Tavares

Os 27 dias que o Santa Cruz terá de preparação antes da estreia do clube no Campeonato Pernambucano, dia 31 de janeiro, contra o Náutico, não serão suficientes para que o time entre 100% na competição. Quem disse isso foi o atacante Grafite. Embora tenha coberto de elogios o período de pré-temporada dos tricolores, em Chã Grande, o camisa 23 declarou que a equipe só estará 100% durante o andamento da competição.
“É difícil a equipe estar 100% por conta do número de jogos que teremos até lá. Tem o de domingo (Agap), o de quarta (Chça Grande) e o contra o Flamengo apenas. A prioridade nossa é a parte física, depois vem a parte técnica e psicológica. Será difícil para gente e para o Náutico estar 100% no dia 31. Acho que só na metade do Pernambucano conseguiremos isso”, afirmou o atacante.
Fazendo uma autoavaliação do seu condicionamento físico no início de temporada, Grafite projeta uma evolução ainda maior em seu futebol se comparado o desempenho de 2015. “Estou evoluindo bem, me soltando mais a cada treino. A carga de trabalho está forte. Desde o ano passado não faço uma pré-temporada boa como essa e será importante para mim para jogar até melhor do que joguei no ano passado”, apontou, destacando o entrosamento do time como o maior trunfo diante dos adversários.
“Saímos na frente dos concorrentes por ter mantido a base e não ter perdido grandes nomes. Apenas Luisinho saiu. Bruno renovou e esse é um ponto a mais. Lógico que começo de temporada sempre é difícil, mas creio que estamos na frente no Pernambucano e talvez na Copa do Nordeste”, frisou.

Fonte: Blog de Primeira, Folha de PE, Recife, 16/01/2016

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

A diminuição do gramado do Arruda


A DIMINUIÇÃO DO GRAMADO DO ARRUDA

Yuri de Lira

Assim como o Sport, o Santa Cruz também já tratou de diminuir as dimensões do gramado do estádio do Arruda, conforme orientação da CBF, que vai obrigar todos os clubes da duas principais divisões do país a ter pisos numa medida única: 7.140 m² (105 metros de comprimento por 68 metros de largura), seguindo as definições dos torneios da Fifa. A redução do piso coral foi mínima, de apenas 210 m².
A diminuição do piso foi concluída na semana passada depois de um estudo topográfico feito e bancado pela CBF, ainda em dezembro de 2014. “A parte mais cara mesmo é a topografia do terreno. Depois da remarcação, o trabalho é só de pintar”, disse César Augusto Bezerra, engenheiro contratado pela comissão patrimonial tricolor.
As barras no novo padrão (7,32m x 2,44m) já estão em uso no Arruda desde a última Copa das Confederações, entre junho e julho de 2013, quando a CBF cedeu o material para o Tricolor. O teste para a alteração no gramado do José do Rêgo Maciel será já no próximo dia 24, quando o Santa Cruz enfrenta o Flamengo em amistoso da pré-temporada.

Fonte: Diario de PE, Recife, 14/01/2016

Santa Cruz x Flamengo-RJ


quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Sem vantagens


SEM VANTAGENS

Apesar de quase todo time do Santa Cruz que terminou a Série B continuar em 2016, o meia-atacante Lelê não acredita que isso dê vantagem aos remanescentes. Para ele, é outro ano, outros desafios, e cada jogador tem que trabalhar forte para conquistar seu espaço, pois vai ser titular quem estiver melhor.
Vantagem de verdade ele vê para o time. Com tanta gente voltando ele acredita que o Tricolor larga na frente, mas faz o alerta de que isso existe no papel. Cabe a eles colocarem em prática. “É bom iniciar o ano com os mesmos jogadores e acredito que a gente sai um pouco na frente pela base do ano passado. Mas temos que colocar em prática para alcançar os objetivos”, ponderou.
Sobre seu próprio desempenho, Lelê acha que ficou devendo na parte física na reta final da Segundona. Situação que, acredita, não vai se repetir agora. A pré-temporada que faltou em 2015 não falta agora. “Cheguei no começo do ano e sofri uma lesão. Não tive a preparação que estamos tendo aqui. A pré-temporada é importantíssima”.

DOIS PERÍODOS

Os corais trabalharam com bola em dois períodos nesta terça. Grafite, que ficou no reforço muscular na véspera, treinou normalmente. Apenas os recém-chegados Wallyson e Tiago Costa fizeram treinos físicos.
Apesar de Lelê não acreditar em vantagem para o grupo do ano passado, foi exatamente essa a escolha do técnico Marcelo Martelotte para o primeiro treino de conjunto. A única novidade foi o atacante Arthur no posto que era de Luisinho pelo lado direito. Ele trabalhou com 11 jogadores em cada time e o 11º entre os titulares foi Raniel.
O time foi o seguinte: Thiago Cardoso; Vítor, Danny Morais, Alemão e Allan Vieira; Wellington Cézar, João Paulo e Daniel; Arthur, Grafite, Lelê e Raniel.

Fonte: Blog do Torcedor, Jornal do Commercio, Recife, 13/01/2016

Um novo sonho com a Libertadores


NOVO SONHO COM A LIBERTADORES

Yuri de Lira

Jogar a Copa Libertadores da América não é nenhum mistério para Wallyson, reforço do Santa Cruz apresentado nesta quaUM rta-feira. Jogou o torneio três vezes: pelo Cruzeiro (2011), São Paulo (2013) e Botafogo (2014). Na primeira delas, sagrou-se até artilheiro da competição, com sete gols. O atacante sonha numa quarta participação. Desta vez, pelo time coral. Ignorando qualquer tipo de dificuldade para se chegar até lá, sonha alto. 
“A nossa equipe vai procurar fazer um ano bom, terminar a Série A em uma colocação muito boa. Procurar uma vaga na Libertadores, por que não? A nossa equipe tem que começar a trabalhar forte. Junto com os meus companheiros, vou dar o meu melhor”, disse Wallyson.
O novo atacante coral vem também buscando um “recomeço” no Tricolor, após algumas temporadas com lesões e com um 2015 com pouco espaço no Coritiba, onde participou de apenas dez jogos.
“Espero um ano muito melhor que foi o passado, quando tive muito problema fora de campo com o meu empresário, o que me atrapalhou muito. Estou agora com cabeça focada. Quero trabalhar forte e ser cobrado”, falou. “É um recomeço. É uma oportunidade que o Santa Cruz está me dando e preciso agarrar”, emendou.

Fonte: Diario de PE, Recife, 13/01/2016

A volta de Tiago Costa


A VOLTA DE TIAGO COSTA

Pela terceira vez na carreira, o lateral-esquerdo Tiago Costa vestirá a camisa do Santa Cruz. “Repatriado” após uma passagem pela Chapecoense, o lateral explicou a opção por voltar ao time pernambucano, se defendendo também de acusações departe da torcida devido suas saídas “conturbadas” do Tricolor.
“Sei que não agradou a forma que eu saí do Santa para o Ceará (2014). Tenho consciência disso. Mas a minha ida para a Chapecoense (2015) foi conversada com a diretoria. Foi uma situação em que o clube não teria como chegar no valor que foi oferecido para mim. Cheguei a ver muitos comentários me chamando de ‘mercenário’, mas isso precisa ser administrado. Essa é a nossa vida. Os torcedores precisam entender que temos família. A carreira de jogador é curta e não envolve só dinheiro, mas também valorização”, afirmou.
Tiago Costa também explicou que o seu vínculo com o Santa não será até o final da temporada, mas apenas até o término do Campeonato Pernambucano. Os detalhes do contrato, porém, continuam em sigilo. “Foi uma conversa minha com a diretoria. A decisão (do contrato) foi de ambas as partes e não posso passar nada porque foi uma situação interna”, frisou.

CONCORRÊNCIA

Com a permanência de Allan Vieira no elenco, Tiago Costa sabe que terá que trabalhar forte para convencer o técnico Marcelo Martelotte a mexer na base titular que terminou a temporada 2015 com o acesso à Série A.
“Eu acompanhei os jogos do Santa na Série B. Allan é um excelente jogador e o clube foi feliz em contratá-lo. Tem bastante força física. A decisão de quem jogão ou não será do treinador. O importante é formar um grupo forte, com duas peças de excelente qualidade para cada posição”, detalhou.

Fonte: Blog de Primeira, Folha de PE, Recife, 13/01/2015

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Santa Cruz versão 2016 começa a ser montado




O Santa Cruz versão 2016 começa a tomar forma. Nesta terça-feira, em Chã Grande, o técnico Marcelo Martelote comandou a primeira movimentação tática da temporada. Mais uma vez, os treinamentos foram realizados em dois períodos, no Estádio Barbosão. 

Na parte da manhã, o atacante Arthur assumiu o lado direito de ataque e mostrou, logo de cara, entrosamento ofensivo com o lateral Vítor e o restante da equipe. Martelotte trabalhou o posicionamento do ataque e as jogadas de gol. O atacante Grafite, que participou normalmente da movimentação, balançou as redes uma vez.

Na tarde, o treinamento voltou a ser tático, mas a dinâmica foi um pouco diferente. Martelotte escalou o time inteiro, e não apenas o ataque. Além disto, o comandante colocou 12 atletas no time considerado principal. O Santa Cruz treinou com Tiago Cardoso, Vítor, Danny Morais, Alemão e Allan Vieira; Wellington, João Paulo, Daniel Costa, Lelê, Arthur e Raniel; Grafite.

O atacante Wallyson e o lateral esquerdo Tiago Costa participaram da movimentação, nos dois períodos, mas ficaram apenas aprimorando a parte física. O Santa Cruz retorna aos treinamentos nesta quarta-feira, mais uma vez na parte da manhã e da tarde, no Estádio Barbosão, em Chã Grande.

Fonte: http://www.santacruzpe.com.br/futebol-profissional/santa-cruz-versao-2016-comeca-ser-montado

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Eliminado


ELIMINADO

O principal resultado pernambucano na segunda rodada da Copa São Paulo de Futebol Júnior foi conquistado pelo Sport. Os garotos do Leão conquistaram a segunda vitória consecutiva na competição, ao baterem o Rio Preto/SP, pelo placar de 2×0, e encaminharam a classificação para a segunda fase. Outro importante resultado foi conquistado pelo Porto, que bateu o Espigão/RO, por 4×0. Náutico e Santa Cruz empataram seus respectivos jogos e o América foi derrotado por 2×1 pelo Santos.
O Sport conseguiu sua vitória na “Copinha” com dois gols do meia Fábio. A classificação antecipada, do Grupo 2 da competição, só não aconteceu porque o Atlético/PR venceu o União ABC, por 3×0. Assim, as duas equipes ainda têm chances de conquistar a posição do líder Leão. Vale lembrar que dois times se classificam por grupo. A última e decisiva rodada será nesta quarta-feira. Às 16h (do Recife), o União ABC joga contra o Sport.
A outra dupla que compõem o Trio de Ferro pernambucano acumularam empates. Náutico e Guarani ficaram no 1×1, com os gols de Cal e Gabriel Rodrigues, respectivamente. Já Santa Cruz e Mirassol não saíram do 0×0. Agora, o Timbu terá compromisso contra o Paysandu, às 19h, e o Santa Cruz encara a Penapolense/SP, às 18h. Ambos os jogos serão quarta-feira.

Fonte: Blog de Primeira, Folha de PE, Recife, 04/01/2016

E Bruno Moraes?


E BRUNO MORAES?

Yuri de Lira

O Santa Cruz não vai ficar refém de Bruno Moraes. Sem querer mais esperar uma resposta do atacante para a renovação de contrato após oferta feita ainda na terceira semana de dezembro, o vice-presidente do clube, Constantino Júnior, disse que está atento ao mercado para trazer um outro centroavante. Caso consiga, diga-se, a permanência do vice-artilheiro do time na Segundona de 2015 será descartada.
"Tínhamos a preferência (de renovação), mas não vamos ficar esperando. O mercado oferece jogadores todos os dias e, se for ofertado algum que tenha condição técnica de suprir o que a gente necessita e se enquadre no nosso perfil financeiro, certamente vamos trazer. Sendo sabedor que fizemos o máximo para a manutenção de Bruno Moraes", declarou o dirigente coral.
O entrave para a renovação do reserva de Grafite esbarra em valores. Constantino Júnior, no entanto, diz que não pretende aumentar a oferta para seguir com o atacante no Arruda. "Ele foi contratado num valor, realmente, abaixo do mercado, na condição de aposta e foi galgando o seu espaço. Mas, com todo o respeito ao empresário e ao atleta, não vamos entrar em leilão."

Fonte: Diario de PE, Recife, 04/01/2015

Reapresentação


Fotografia de Flávio Japa

REAPRESENTAÇÃO

Após mais de um mês curtindo férias, o elenco do Santa Cruz se reapresentou nesta segunda (4), no Arruda. Sem a presença de seis jogadores, além do técnico Marcelo Martelotte, os atletas fizeram alguns exames médicos e um trabalho rápido sem bola sob a supervisão do preparador físico Jaílton Cintra. Todos os integrantes do elenco são esperados nesta terça (5), para a continuidade dos trabalhos visando o início da temporada 2016.
Dos ausentes, três deles não puderam participar do treino porque estão disputa a Copa São Paulo de Juniores: o goleiro Miller, o zagueiro Walter e o meia Williams Luz. Dos reforços, apenas Arthur , Dedé, Lucas Ramon e Keno pintaram no gramado. O goleiro Edson Kolln e o meia Pedrinho Botelho não participaram das atividades. Sobre os demais atletas que já estavam no elenco, os únicos que não estiveram no Arruda foram os laterais Allan Vieira e João Carlos. O primeiro teve um problema no voo que o levaria para a capital pernambucana, enquanto o segundo, de acordo com informações da diretoria, deve ser emprestado a outro clube.
Ao todo, 20 jogadores marcaram presença na reapresentação. O lateral-direito Nininho e o zagueiro Everton Sena, que estavam emprestados a outros clubes na temporada passada, retornaram ao Tricolor. A tendência, porém, é que a dupla seja novamente colocada à disposição no mercado para um novo empréstimo. Com relação ao goleiro Fred, que ainda se recupera de uma lesão no joelho, o coordenador técnico Ataíde Macedo informou que o jogador deve ter seu vínculo renovado com o Tricolor nos próximos dias. Completando a lista, uma surpresa: um atacante chamado Italo, formado nas categorias de base do Coritiba e que está em fase de testes na equipe, esteve juntamente com os demais integrantes do elenco.
GRAMADO

O gramado do Arruda está passando por uma reforma no “piso”, organizada pela empresa Greenleaf, que cuida do processo de irrigação, limpeza e aplicação de adubo de diversos gramados pelo mundo, inclusive o da Arena Pernambuco. A expectativa é que o reparo seja concluído até o dia 22 de janeiro. Na próxima segunda, o Santa vai deixar o Recife e comandar seus treinamentos da pré-temporada na cidade de Chã Grande, onde ficará até o término dos trabalhos no campo. Vale lembrar que o Tricolor deve realizar uma partida contra o Flamengo entre os dias 23 ou 24 de janeiro, em jogo válido pela Taça Chico Science.

Fonte: Blog de Primeira, Folha de PE, Recife, 04/01/2015