quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Santa Cruz 2 x 0 Criciúma


SANTA CRUZ 2 x 0 CRICIÚMA

Não foi um primor de partida, mas nem mesmo as oscilações e as diversas chances desperdiçadas impediram o Santa Cruz de voltar a vencer na Série B do Campeonato Brasileiro após três jogos de jejum. Com gols de Bruno Moraes e Raniel, o Tricolor derrotou o Criciúma por 2×0 no Arruda, mantendo vivo o sonho do acesso à Série A. Com o resultado, a equipe subiu para a quinta colocação, com 52 pontos, dois a menos que o Bahia, quarto colocado e primeiro integrante do G4 da competição.
Após testar Anderson Aquino e Marlon no time titular contra o Atlético/GO, na rodada passada, o técnico Marcelo Martelotte “voltou às raízes” e recolocou Bruno Moraes ao lado de Luisinho no ataque, além de voltar com Allan Vieira na lateral esquerda. Logo nos primeiros minutos, foi o Criciúma quem saiu disposto a complicar a vida dos mandantes. Bem postada, a marcação do Santa conseguiu impedir que os meias conseguissem municiar o ataque.
Depois de um início truncado, o Tricolor foi aos poucos equilibrando as ações ofensivas. E não demorou muito para que a equipe transformasse esse crescimento em gol. Aos 14, em boa jogada pelo lado esquerdo, Luisinho avançou livre e achou Bruno Moraes na área. Livre de marcação, o centroavante só teve o trabalho de tocar na bola para empurrar para o fundo do gol. O aproveitamento do atacante como titular pelo Santa segue invejável: contando com esse duelo contra o Tigre, foram quatro jogos entrando de frente e cinco tentos anotados – dois contra o Boa Esporte, um contra o América/MG e o diante do Náutico.
Dependente da criatividade de Natan, o Criciúma descobriu o ponto fraco coral na partida: o lado esquerdo. Jogando nas costas de Allan Vieira, Ezequiel tirava o sono do defensor. Aos 29, o Tigre teve a primeira boa chance de gol. Bruno Lopes apareceu bem pela direita, mas o cruzamento acabou saindo fraco e a zaga cortou fácil. Minutos depois, Dudu levantou na medida para o mesmo Bruno testar bonito para a defesa do goleiro Tiago Cardoso. Ainda assim, o Santa mostrou que o setor de marcação estava bem, desarmando 22 jogadas contra apenas quatro dos visitantes.
Os minutos finais da primeira etapa foram de dar sono. O nível técnico, que já não era dos melhores, caiu ainda mais. Para o Santa, que tinha a vantagem no placar, ficou de bom tamanho levar 1×0 para o intervalo e assegurar, momentaneamente, a quinta colocação da Segundona.
A letargia do primeiro tempo deu lugar aos contra-ataques e bons lances de perigo no segundo tempo. Em sete minutos, o Santa Cruz criou mais do que nos primeiros 45. Bruno Moraes recebeu ótimo lançamento de Wellington Cézar, matou no peito e finalizou forte. O grito de gol quase ecoou no Arruda, mas bola passou próxima do ângulo de Luís e foi para fora. Mas quem perdeu a melhor chance da partida foi Alemão. Após cruzamento de Daniel Costa, o zagueiro completou quase dentro do gol. A bola acertou em cheio o travessão.
Aparentando cansaço, o atacante Luisinho foi o primeiro a ser sacado por Martelotte para a entrada do meia Raniel. No lado catarinense, pelo mesmo motivo, o técnico Roberto Cavalo tirou Natan para colocar Roger Guedes. O camisa 10, inclusive, deixou o gramado do Arruda vaiado por uma parte da torcida coral e aplaudido por outra.
Aos 29, o Santa afastou qualquer risco de zebra no Arruda. João Paulo cobrou falta na medida e Raniel cabeceou no contrapé do goleiro, marcando o primeiro gol dele na Segundona. Um tento muito comemorado pelo meia, após os recentes problemas que teve com a Justiça por ter sido pego no exame antidoping devido o uso de cocaína. No final, o “time de guerreiros” venceu mais uma batalha na guerra para alcançar o G4.

FICHA DO JOGO

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Vitor (Moradei), Alemão, Danny Morais e Allan Vieira; Wellington, João Paulo, Daniel Costa (Bileu), Lelê e Luisinho (Raniel); Bruno Moraes. Técnico: Marcelo Martelotte.

CRICIÚMA: Luiz; Ezequiel, Wanderson, Ianson e Cristiano (Jefferson); Barreto, Dudu, Douglas e Natan (Roger); Bruno Lopes e Hugo (Maurinho). Técnico: Roberto Cavalo.

Local: Arruda (Recife-PE). Horário: 20h30 (horário do Recife). Árbitro: Léo Simão Holanda (CE).
Assistentes: Armando Lopes de Sousa (CE) e Naílton Júnior de Sousa Oliveira (CE). Gols: Bruno Moraes (aos 14 do 1ºT) e Raniel (aos 28 do 2ºT). Cartões amarelos: Roger, Bruno, Jefferson, Luis, Barreto (C). Público: 6.879 torcedores. Renda: R$ 72.815,00.


Fonte: Folha de PE, Blog de Primeira, Recife, 27/10/2015

Nenhum comentário: