terça-feira, 27 de outubro de 2015

Corpo de Henágio será velado no Arruda


CORPO DE HENÁGIO SERÁ VELADO NO ARRUDA

Emanuel Leite Jr

Amigos, ex-companheiros de time e torcedores vão poder se despedir de Henágio na noite desta segunda-feira (26), na sede do Santa Cruz, no Arruda. O corpo do ex-atacante, que faleceu na madrugada de hoje, em sua residência, vai estar velado no auditório do clube - onde foi tri-supercampeão em 1983 - entre as 19h e 21h. Da sede tricolor, o corpo segue para Sergipe, terra natal do ex-jogador, onde um irmão e uma irmã o aguardam para que se proceda o sepultamento.
Henágio Figueiredo dos Santos tinha 53 anos. Com passagens marcantes por Santa Cruz, Sport e Flamengo, marcou história no futebol pernambucano na década de 1980. O corpo do craque sergipano foi encontrado sem vida na casa onde ele residia, próxima ao Estádio do Arruda, onde ele brilhou com a camisa tricolor e trabalhava atualmente nas categorias de base.
Quem já se encontrava na sede coral para prestar sua última homenagem e se despedir do ex-companheiro e amigo era o também ex-atacante e ídolo tricolor, Ramón. O artilheiro do Brasileirão de 1973 atuou ao lado de Henágio no início da campanha do tri-supercampenato pernambucano de 1983. “Voltei veterano, aos 33 anos, e ele estava começando, com 23”, recorda. “Tinha uma qualidade diferenciada, técnica apurada. Ainda marquei alguns gols graças aos passes dele”, acrescenta.
Ramón lamentou profundamente a perda do amigo. “Sempre muito humilde. Uma pessoa legal demais. Até hoje, parecia uma criança, pela simplicidade e inocência”, refere. O ex-companheiro de ataque revelou que pretendia conversar com Henágio, para que ele tivesse mais atenção com a saúde. “Queria alertar para que ele se cuidasse mais. Infelizmente, não deu tempo”, lamenta.
A personalidade amigável de Henágio é ressaltada por Cláudio Romão. Preparador físico do sub-20 do Santa Cruz, Romão trabalhou com o craque nas categorias de base do clube. “Pessoa boa, de coração bom. Um grande profissional e amigo”, descreveu.

Fonte: Diario de PE, Recife, 26/10/2015

Nenhum comentário: