sábado, 26 de setembro de 2015

O apoio da torcida


O APOIO DA TORCIDA

Caio Wallerstein

A chance de entrar no G4 pela primeira vez nesta Série B é real. Para que isso aconteça, basta uma vitória sobre o Sampaio Corrêa, próximo sábado, no Castelão. A expectativa da torcida, que compareceu ao aeroporto para apoiar o time, é grande. A dos jogadores, a notar pelo discurso no embarque do time para São Luís, também existe, embora seja mais contida. Prestes a enfrentar um dos melhores mandantes da Série B, o Santa Cruz sabe da importância da partida e confia que pode voltar com um bom resultado. Também sabe, no entanto, que o importante é terminar na frente ao fim do campeonato.
Cerca de 50 tricolores acompanharam o embarque da equipe coral, nesta sexta-feira. Cantando e apoiando o time, certamente esperam que a equipe volte ao Recife com os três pontos e uma posição entre os quatro primeiros da Série B. Os jogadores, sabem que, mesmo que não voltem com a vitória, não tem nada acabado. Mas também têm ansiedade por entrar no G4. "No meu ponto de ver, é um jogo decisivo, porque é um jogo com um concorrente que está com o mesmo número de pontos que nós. Se conseguirmos essa vitória, entramos no G4 e afastamos eles da nossa cola", disse Grafite, uma das esperanças de gol do Santa Cruz.
No entanto, o atacante entende que importante mesmo é terminar a competição no grupo de acesso à Série A. "Mas é muito cedo. Mesmo que a gente entre no G4 depois, acho que no meu ponto de vista é muito mais difícil jogar para se manter no G4 do que para entrar", completou. A fala de Grafite foi corroborada pelo goleiro Tiago Cardoso. "Não é só entrar, mas permanecer é importantíssimo", disse o goleiro. Mesmo sem entrar no G4 agora, Grafite finaliza destacando a mentalidade do Tricolor para este final de Série B: "Acho que temos que encarar os 11 jogos como decisão."

Fonte: Diario de PE, Recife, 25/9/2015

Nenhum comentário: