sábado, 15 de agosto de 2015

Vitória-BA 2 x 1 Santa Cruz


VITÓRIA-BA 2 x 1 SANTA CRUZ

Rômulo Alcoforado

O Santa Cruz perdeu o jogo para o Vitória, ontem, no Barradão, em apenas oito minutos. Foi esse tempo que o Leão da Barra fazer dois gols na Cobra Coral, com Escudero e Elton, e encaminhar a vitória que se concretizaria no fim do confronto. O Tricolor ainda diminuiu, com Luisinho, no segundo tempo, mas não foi o suficiente para se recuperar do péssimo início. A vitória, 2 x 1, foi do Rubro-Negro, que fecha o primeiro turno como líder da Série B. O time do Arruda, por outro lado, terá de secar Paysandu/PA e Bragantino para não deixar o sétimo lugar.
Não deu nem para esquentar. Logo aos quatro minutos, Rhayner foi lançado no lado direito da área. Neris não conseguiu acompanhá-lo e deu carrinho. A imprudência custou caro. O zagueiro tricolor acertou o atacante adversário, tomou o amarelo e cometeu um pênalti discutível. Escudero converteu e colocou o Vitória na frente. 1 x 0.
O placar não demorou muito a ser alterado. Foi a vez do outro zagueiro falhar. Em cruzamento na área, Danny Morais não subiu bem. O centroavante Elton foi mais esperto que ele e ampliou. Com apenas oito minutos, já estava 2 x 0 para o time baiano.
O time de Vagner Mancini farejou o cheiro de sangue, mas não se atraveu a buscar o resultado definitivo. Limitou-se a tocar bola e tentar administrar a vantagem. No primeiro tempo, a Cobra Coral aceitou o jogo do oponente. Grafite não jogou bem e pela primeira vez passou em branco. Os companheiros João Paulo, Anderson Aquino e Lelê também foram mal. Por isso, o Tricolor só criou uma chance, desperdiçada aos 34.
Mas, na segunda etapa, o time melhorou. Martelotte percebeu que a defesa do Vitória jogava adiantada e colocou Luisinho no lugar de Vitor para tentar aproveitar os espaços às costas do zagueiro. O volante Bruninho foi para a lateral-direita – enquanto o jogador que entrou foi atuar como ponta.
Aos quatro minutos, o atleta foi lançado em profundidade e sairia na frente do goleiro Gatito Fernandez. O bandeira, em péssima noite, assinalou impedimento inexistente. Aos 10, depois de muito errar, o Tricolor finalmente achou o gol. Lelê recebeu na esquerda e cruzou na medida. Luisinho apareceu por trás da defesa do Vitória e diminuiu. 2 x 1.
A reação, porém, parou por aí. Martelotte ainda tentou, colocou Daniel Costa, mas o Santa criou muito pouco a partir dali. Teve mais volume do que chances reais. Quando articulou situações, os atacantes desperdiçaram. Ou foi parado por impedimentos inexistentes marcados pelo trio de arbitragem. Não era, definitivamente, dia do Tricolor.

FICHA DO JOGO

VITÓRIA-BA: Gatito Fernandez; Diogo Mateus, Guilherme Mattis, Ramon e Diego Renan; Marcelo Mattos, Flávio, Pereira, David e Escudero; Rhayner (Marcelo) e Elton. Técnico: Vagner Mancini.

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Vitor (Luisinho), Danny Morais, Neris e Marlon; Wellington Cezar, Bruninho (Moradei), Lelê, João Paulo e Anderson Aquino; Grafite (Daniel Costa). Técnico: Marcelo Martelotte.

Local: Barradão (Salvador/BA). Árbitro: Luis Teixeira Rocha (RS) Assistentes: Elio Nepomuecno de Andrade Júnior e Eric Nunes Costa (ambos do RS). Gols: Escudero (aos 5 do 1ºT) e Elton (aos 7 do 1ºT) para o Vitória; Luisinho (aos 10 do 2ºT) para o Santa.Cartões amarelos: Escudero, Gatito Fernandez e Diogo Mateus (Vitória); Luisinho, Danny Morais, Bruninho, João Paulo e Grafite (Santa Cruz). Público: 15.739. Renda: R$ 349.854,00.

Fonte: Folha de PE, Blog de Primeira, Recife, 14/8/2015

Nenhum comentário: