domingo, 2 de agosto de 2015

Oeste 1 x 0 Santa Cruz


OESTE 1 x 0 SANTA CRUZ

Gustavo Lucchesi

Foi uma tarde de pouca inspiração de Santa Cruz e Oeste. Em jogo realizado neste sábado, no Estádio José Liberatti, o time coral criou duas grandes chances nos 90 minutos, mas desperdiçou ambas. Como castigo, no final do segundo tempo veio o gol da vitória dos mandantes, num lindo chute de Rafael Martins. Com a derrota, a Cobra Coral caiu para a décima posição, sendo ultrapassado pelo próprio Oeste, que soma 23 pontos, um a mais que os pernambucanos. O Tricolor volta a campo no próximo sábado, contra o Botafogo, no Arruda, num jogo bastante esperado, já que será a estreia do ídolo Grafite.
Embalado pela maiúscula vitória contra o Bahia, na última terça-feira, o Santa Cruz tentava aproveitar o embalo para conquistar mais três pontos e assim conseguir encostar nos quatro primeiros colocados. E nos primeiro minutos, tudo levou a crer que isso aconteceria sem problemas. Logo aos seis minutos, em lindo cruzamento de Marlon, João Paulo subiu sozinho e acertou o travessão, com o goleiro Jéferson já batido no lance.
Mas o ímpeto coral parou por aí. Mesmo conseguindo controlar o jogo, os pernambucanos não tinham êxito na criação das jogadas. O trio ofensivo responsável pela vitória diante dos baianos não estava numa tarde inspirada, com Lelê perdido, Luisinho bem marcado e Anderson Aquino sem ser municiado.
A partir dos 20 minutos, o Oeste passou a gostar mais do jogo. Tecnicamente inferior, os anfitriões se superavam na vontade. Aos 26, Mazinho recebeu dentro da área, mas a zaga travou na hora certa. Quatro minutos depois, em cruzamento despretensioso, Tiago Cardoso falhou e soltou para o meio da área. A bola parou nos pés de Fernandinho, que chutou e Neris salvou.
Com uma chance para cada na primeira etapa, esperava-se mais no segundo tempo. O Tricolor retornou com Vitor, que fez a sua estreia, no lugar de Wellington Cezar, com Bileu sendo puxado para a sua posição de origem, como volante. Mas, pouco ou quase nada mudou. Os visitantes até subiram a marcação e tentaram fazer uma blitz no Rubrão, mas não surtiu efeito.
A primeira grande chance veio apenas aos 23, quando o goleiro Jéferson cometeu a infração do recuo de bola. Na batida, João Paulo carimbou a barreira. Aos 31, a melhor oportunidade do jogo. Luisinho desceu pela direita, driblou o marcador e saiu de frente para o arqueiro, mas chutou nas pernas do mesmo. Mas os deuses da bola reservavam um castigo para o Santa Cruz. E ele veio em forma de gol. Aos 36, Rafael Martins recebeu na intermediária e mandou uma bomba, sem chance para Tiago Cardoso. Um golaço que decretou a derrota coral.

FICHA DO JOGO

OESTE: Jeferson; Paulo Henrique, Halisson, Ligger e Fernandinho; Leandro Mello, Renato Xavier, Patrik Silva (Paulo Henrique) e Mazinho; Wangler (Rafael Martins) e Junior Negão (Rodriguinho). Técnico: Roberto Cavalo.

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Bileu, Danny Morais, Neris e Marlon; Moradei, Wellington Cezar (Vitor), Lelê (Renatinho), Luisinho e João Paulo; Anderson Aquino (Bruno Moraes). Técnico: Marcelo Martelotte.

Local: Estádio José Liberatti (Osasco/SP). Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA). Assistentes: José Raimundo Dias da Hora e Marcos Welb Rocha de Amorim (ambos de BA). Gol: Rafael Martins (aos seis do 1ºT). Cartões amarelos: Leandro Mello e Halisson (Oeste). Wellington Cezar (Santa). Público e renda: não divulgados.

Fonte: Folha de Pernambuco, Blog de Primeira, Recife, 01/8/2015

Nenhum comentário: