sábado, 22 de agosto de 2015

Martelotte gostou da defesa


Fotografia de Jedson Nobre / Folha PE

MARTELOTTE GOSTOU DA DEFESA

Perder Bileu aos 21 minutos. Ter que mudar a formação ainda na primeira etapa. Um adversário que se fechava bem e não dava tanto espaço. Para vencer o Macaé por 1×0, no Arruda, pela Série B do Campeonato Brasileiro, o Santa Cruz precisou de paciência, esforço e da qualidade do seu principal atacante. Não foi fácil, mas lá estava Grafite para mudar a história do jogo. De bico, o camisa 23 garantiu a vitória coral e aproximou o time do G4 da Segundona. Na partida, o técnico Marcelo Martelotte elogiou a dupla de ataque coral, mas também destacou o esforço do sistema defensivo do time. Veja os principais trechos da entrevista.

Jogo

A gente teve um início dentro do que tínhamos trabalhado em termos de marcação e posicionamento. Por termos uma proposta mais avançada, o time se expôs mais e tivemos dificuldades. A perda do Bileu também complicou porque tivemos que colocar depois o Bruninho, que nao tinha característica para fazer a mesma função. Tivemos que adiantar o Vítor e o Bruninho ficou mais na marcação do Pipico. Finalizamos menos do que gostaríamos, mas praticamente não demos chance ao adversário. Foi um primeiro tempo truncado. Tivemos espaço pelo lado esquerdo, mas não aproveitamos e fomos para o intervalo no 0×0, sem desespero e nenhuma pressão no sentido de fazer grandes mudanças. No segundo tempo fizemos o gol e ainda tivemos mais contra-ataques, mas não aproveitamos. Vencemos por um placar magro, mas foi importante.

Marlon (Jogador deixou o campo com câimbras)

Fico chateado pela questão dele fazer um bom jogo, uma boa partida. Ele apareceu mais ofensivamente e a gente sabe que existe um componente emocional que precisamos conversar com ele. Vamos falar com o Marlon para que ele consiga equilibrar mais o desgaste e jogar os 90 minutos.

Luisinho e disputa por vaga no ataque

Não existe essa preocupação com relação a definir quem é titular ou reserva. Estamos valorizando o grupo. Lógico que todos querem jogar, mas todos se sentem valorizados no grupo. Quem entra e participa de uma vitoria é valorizado. Independente se vai começar a partida ou entrar no intervalo, tenho ficado satisfeito com o Luisinho. E também estou com o Grafite e o Aquino, que teve bola na trave e gol anulado. Ele estava hoje mais próximo do Grafite e fez com que as chances aparecessem mais.

Defesa e desfalques

Nosso time teve uma boa postura para se defender. Apesar do Alemão e do Neris terem terminado o jogo desgastados, o time teve uma postura boa. Eu perco o Alemão (suspensão), mas tem o Danny Morais voltando. A melhora do nosso aproveitamento defensivo não vem de hoje. Diminuimos muito os gols sofridos. Vi matérias associando isso ao Tiago Cardoso, mas isso é por conta de todo um trabalho defensivo. Nossa média agora é inferior a um gol por jogo. Isso ajuda para conquistar as vitórias.


Fonte: Folha de PE, Blog de Primeira, Recife, 21/8/2015

Nenhum comentário: