terça-feira, 18 de agosto de 2015

Futuro incerto


Fotografia de Flávio Japa / Folha PE 

FUTURO INCERTO

O título acima pode parecer um juízo de valor, mas as declarações do meia João Paulo não deixam enganar: continuar ou não no Santa Cruz em 2016 está sim atrelado ao desempenho do Tricolor na Série B do Campeonato Brasileiro e obviamente, ao acesso à Série A. Caso a equipe coral consiga voltar à Primeira Divisão após nove anos, a tendência é que o meia permanece no Arruda. Caso contrário, seu destino será um mistério.
“Isso (ficar no Santa) passa muito pela nossa campanha. Almejo jogar uma Série A e, se conseguirmos, ficaria melhor continuar no clube”, apontou o meia.
Mas essa nem é a primeira das definições que devem acontecer na carreira do jogador. O Internacional, clube detentor dos seus direitos federativos, não estendeu o vínculo do atleta, com prazo para expirar no final de outubro. Depois da data, o atleta ficará sem contrato, embora continue jogando pelo Santa até o final da temporada por conta do empréstimo feito entre o Colorado e o Tricolor.
Nesse intervalo de tempo, o meia João Paulo está livre para assinar contrato com qualquer clube a custo zero, já que a Fifa permite que um jogador acerte com uma equipe quando seu vínculo vai terminar em menos de seis meses com seu atual clube. Eleito craque do Campeonato Pernambucano 2015 e um dos titulares absolutos no Santa, era de esperar que o jogador já tivesse sido procurado pelo Tricolor ou pelo Colorado para assinar uma renovação. Não é o que ele diz.
“Nenhuma das partes me procurou para renovar. Para 2016 minha vida é uma incógnita. Não sei do meu futuro, mas sinceramente isso não me preocupa”, revelou o jogador, sem antes não esconder que um definição sobre sua carreira seria benéfica para seu lado pessoal. “O que me incomoda é que o jogador prefere ter um contrato longo para ter mais estabilidade para ele e sua família”, explicou.

Fonte: Folha de PE, Blog de Primeira, Recife, 17/8/2015

Nenhum comentário: