quinta-feira, 30 de julho de 2015

Acertando a forma de jogar


ACERTANDO A FORMA DE JOGAR

Yuri de Lira

O técnico Marcelo Martelotte ainda não repetiu sequer uma escalação nas oito rodadas que comandou o Santa Cruz na Série B do Brasileiro. Mas o técnico não se importa nem um pouco com isso. Prefere destacar que todos os seus jogadores, titulares ou não, já entenderam a forma de atuação que ele deseja. Depois de ter feito três mudanças na equipe para enfrentar o Bahia e ter conseguido vencer o adversário por 3 a 1, no Arruda, deixa claro que novas podem ser feitas daqui para frente na competição.
"Eu não me incomodo em não repetir a equipe. Quando um atleta está pronto pra ajudar, ele joga a qualquer momento. Contra o Bahia, não tínhamos jogadores suspensos, mas resolvi mexer", disse. Para encarar o Bahia, Martelotte colocou Lúcio no lugar de Marlon na lateral esquerda, visto que o titular estava mal fisicamente. Luisinho jogou no posto de Renatinho para dar mais eficiências às jogadas pelas pontas.
Por fim, João Paulo voltou à titularidade na vaga ocupada por Daniel Costa na rodada passada. Esta última alteração, aliás, o treinador preferiu não se estender muito. Como Daniel estava melhor fisicamente que João (que passou dez dias sem treinar em viagem a Europa), o treinador deixou entender que a subsituição foi meramente técnica. "Foi opção minha. Não interessa se foi física, tática, técnica. Foi uma opção. Se tiver que explicar toda subistituição...", limitou-se
Para Martelotte, de fato, mais importante que tudo isso é o entendimento dos atletas sobre o seu padrão tático. "Hoje, já temos uma maneira de jogar. O jogador já sabe o que tem que ser feito. A gente tem crescido por causa disso. Todos tem participados quando chamados e de uma maneira bem efetiva."

Fonte: Diario de Pernambuco, Recife, 29/7/2015

Nenhum comentário: