domingo, 28 de junho de 2015

Santa Cruz 1 x 0 Sampaio Corrêa


Fotografia de Peu Ricardo/Folhape

SANTA CRUZ 1 x 0 SAMPAIO CORRÊA

Rômulo Alcoforado

O Santa Cruz contratou vários jogadores para esta temporada, reformulou o time com outros novatos na virada do Pernambuco para o Brasileiro. Mas quem resolveu a partida deste sábado, no Arruda, diante do Sampaio Corrêa, foi um velho conhecido da torcida coral. O xodó Renatinho entrou aos 13 do segundo tempo, incendiou a partida e os tricolores, e marcou – cinco minutos depois – o gol único do importante triunfo sobre a Bolívia Querida: 1 x 0. Com os três pontos somados no duelo, a Cobra Coral chega a nove e sai da zona de rebaixamento.
É exagerado dizer que foi uma ótima partida do Santa Cruz. Não foi. Mas, ao longo de todos os 90 minutos, a equipe de Marcelo Martelotte teve a superioridade. Pressionado pela necessidade e empurrado pela torcida, o time começou sufocando. Nos 10 minutos iniciais, foram duas ótimas chanches criadas. E desperdiçadas por Anderson Aquino e Danny Morais.
O ímpeto inicial, porém, não durou tanto. O Sampaio encaixou mais e limitou as oportunidades da equipe coral – que detinha maior posse de bola, mas tinha dificuldades em articular lances ofensivos. Por outro lado, também cabe ressaltar que o time de Martelotte pouco sofreu com os contra-ataques adversário. Muito por conta de uma manobra inteligente do técnico tricolor: atento à dificuldade de Lúcio em marcar o veloz Pimentinha, adiantou o jogador para o meio e deslocou Bruninho para a lateral-esquerda. A princípio estranha, a alteração surtiu efeito. O volante segurou as investidas do melhor jogador rival.
Na volta para o segundo tempo, Nathan, que estava jogando aberto pela esquerda, inverteu de lado com Lelê, que fez uma boa estreia. Bileu, volante, entrou no lugar de Nininho, lateral-direito. Aos 11 minutos, João Paulo – que oscilou bastante – achou um belo passe para Lelê, que colocou nos fundos da rede. Mas, para infelicidade da torcida, o árbitro marcou impedimento.
O Santa chegava perto. Mas faltava alguma coisa. Aos 13, Martelotte colocou Renatinho na vaga do improdutivo Lúcio. Xodó, o baixinho inflamou a torcida coral. Mais do que justo: o prata da casa entrou bem, incendiou a partida e definiu o placar. Aos 18, Bileu fez ótimo lançamento, Anderson Aquino se livrou bem da marcação, não conseguiu finalizar. Mas a bola acabou sobrando para Renatinho fuzilar: 1 x 0.
Nos minutos seguintes, o Sampaio cresceu. O Tricolor se retraiu. Mas conseguiu evitar os ataques do adversário e, embora tendo sofrido alguns riscos desnecessários, acabou garantindo a vitória. A primeira de Martelotte no retorno ao Arruda.

SAIBA MAIS

Antes do início do jogo, os clubes fizeram um minuto de silêncio, em homenagem póstuma estudante Maria Alice Seabra, torcedora do Santa Cruz, morta de forma trágica pelo padrasto nesta semana.

FICHA DO JOGO

SANTA CRUZ: Fred; Nininho (Bileu), Danny Morais, Alemão e Lúcio (Renatinho); Bruninho, Wellington Cezar, João Paulo, Nathan (Luisinho) e Lelê; Anderson Aquino. Técnico: Marcelo Martelotte.

SAMPAIO CORRÊ: Rodrigo; Daniel Damião, Mímica, Edvânio e William Simões; Moisés, Dê (Vanger), Nadson (Arlindo Maracanã) e Válber; Pimentinha e Geraldo (Douglas). Técnico: Léo Conde.

Local: Arruda. Árbitro: Gleidson Santos Oliveira (BA). Assistentes: Marco Welb Rocha (BA) e Esdras Mariano de Lima (AL). Gols: Renatinho (aos 18 do 2T). Cartões amarelos: Nathan e Wellington Cezar (Santa Cruz). Cartão vermelho: Bruninho (Santa Cruz). Público: 8.227. Renda: R$ 99.075.

Fonte: Blog de Primeira, Folha de PE, Recife, 27/6/2015

Nenhum comentário: