domingo, 21 de junho de 2015

Ceará 3 x 3 Santa Cruz


CEARÁ 3 x 3 SANTA CRUZ

Não foi um jogo de grande qualidade técnica, de muitas chances criadas, longe disso. Na reestreia do técnico Marcelo Martelotte à frente do Santa Cruz, a equipe pernambucana não aproveitou os espaços deixados pela expulsão do goleiro Tiago – ainda no primeiro tempo – e não conseguiu sair com vitória da Arena Castelão. O 3 a 3 deixa o Tricolor na 18° colocação, com seis pontos.
Agora, o Santa Cruz buscará a reabilitação diante do Sampaio Correa, no próximo sábado (27), no estádio do Arruda. Já o Ceará enfrentará o Oeste, na sexta-feira (26), em Itápolis, interior de São Paulo.

O JOGO

Com os dois times precisando desesperadamente da vitória, esperava-se um jogo aberto e com várias chances de gol. Contudo, não foi isso que se viu no gramado da Arena Castelão. Nos quinze primeiros minutos de jogo, apenas uma chance foi criada. Marinho arrancou pelo lado direito, cortou para o meio e soltou a bomba de pé esquerdo. Fred, bem colocado, espalmou e afastou o perigo. Após os vinte minutos, as duas equipes decidiram sair mais para o jogo.
Após boa troca de passes, Nathan saiu na cara do gol. O atacante driblou Tiago, mas o goleiro deixou a perna e o juiz Wasley do Couto Leão assinalou pênalti, além de expulsar o arqueiro do Vozão. Anderson Aquino cobrou bem e abriu o placar. Com o gol, o Tricolor começou a trocar passes tentando encontrar espaços para ampliar a vantagem. Entretanto, em uma jogada pelo lado direito, Marinho cruzou, Roger Gaúcho chegou de carrinho, Fred defendeu, mas a bola bateu no corpo do meia do Ceará e morreu nas redes corais.
Logo no início do segundo tempo o Santa Cruz balançou as redes adversárias. Anderson Aquino completou cruzamento da direita, mas o assistente Márcio Gleidson Correia Dias marcou impedimento do atacante. Pouco tempo depois, João Paulo cobrou falta, Anderson Aquino cabeceou forte, sem defesa para Luís Carlos. Oito minutos depois, veio o lance mais polêmico do jogo. Após cruzamento, Fabinho tentou finalizar, mas a bola bateu no braço de Nininho. Na cobrança, Marinho deslocou Fred e empatou o jogo.
A partida ficou bem animada nos últimos minutos. Aos 40, Nininho fez bela jogada, deixou para Bruninho, mas o volante bateu em cima de Luis Carlos. Cinco minutos depois, Waldison aproveitou rebote do goleiro e fez o terceiro do Santa Cruz. Contudo, Marinho, dois minutos depois, acertou um belo chute de fora da área para empatar a partida mais uma vez.

FICHA DO JOGO

CEARÁ: Tiago; Buiú, Gilvan, Charles e Fernandinho; Uillian Correia, Baraka (Siloé), Ricardinho e Roger Gaúcho (Fabinho); Marinho e Vinícius (Luís Carlos). Técnico: Silas

SANTA CRUZ: Fred; Nininho, Alemão, Danny Morais e Lúcio; Wellington Cézar, Bruninho, Renatinho (Luisinho) e João Paulo; Nathan (Bileu) e Anderson Aquino (Waldison). Técnico: Marcelo Martelotte.

Local: Castelão (Fortaleza/CE). Árbitro: Wasley do Couto Leão (PA). Assistentes: Márcio Gleidson Correia Dias e Luis Diego Nascimento Lopes (ambas do PA). Cartões amarelos: Uillian Correia, Fernandinho e Marinho (CEA); Nathan, Danny Morais, Wellington Cézar, Alemão e Nininho(SCZ).
Cartão vermelho: Tiago. Gols: Roger Gaúcho, Marinho (2) (CEA); Anderson Aquino (2) e Waldison (SCZ). Público: 6.934. Renda: R$ 67.853,00.

Fonte: Folha de PE, Blog de Primeira, Recife, 20/6/2015

Nenhum comentário: