domingo, 24 de maio de 2015

América-MG 4 x 1 Santa Cruz


AMÉRICA-MG 4 x 1 SANTA CRUZ

Yago Gouveia

Na tarde deste sábado (23), o Santa Cruz foi derrotado por 4 a 1 para o América/MG, na Arena Independência, em Belo Horizonte, em jogo válido pela 3° rodada da Série B. No primeiro tempo, a equipe tricolor foi completamente dominada pelo adversário, deu vários vacilos na defesa e deixou o Coelho marcar os quatro gols. No segundo, contudo, os pernambucanos foram melhores, mas esbarraram no goleiro João Ricardo e na trave.
Na próxima sexta-feira (29), o time comandado por Ricardinho encara o ABC/RN, no estádio do Arruda. Já o Coelho viaja até Bragança Paulista, para enfrentar o Bragantino.

O JOGO

Em crise e com o trabalho do técnico Givanildo oliveira questionado, era até esperado que o América/MG saísse mais para o jogo, mas nem o torcedor mais otimista do Coelho mineiro esperava um início tão avassalador. Antes do primeiro minuto de jogo, Felipe Amorim tocou para Cristiano que, de primeira, deixou para Robertinho. O lateral invadiu a área e fuzilou a meta pernambucana. Seis minutos depois, a zaga tricolor vacilou, o experiente Mancini passou fácil por Fred e só tocou para o gol vazio.
Os dois gols antes dos dez minutos abalaram a confiança doa atletas corais. Aos 15 minutos, veio outro baque. Após falta cobrada por Mancini, o zagueiro Anderson Conceição cabeceou, Fred espalmou, mas a bola bateu no peito de Diego Sacoman e morreu no fundo do gol. Após os gols, o América/MG começou a tocar mais a bola e esperar os ataques pernambucanos para, no contra-ataque, tentar matar o jogo. Aos 43, os homens da frente funcionaram mais uma vez. Felipe Amorim cruzou, Marcelo Toscano girou em cima de Nininho, e bateu na saída de Fred. Um minuto depois, Pedro Castro recebeu na área, dominou e soltou a bomba para diminuir a vantagem mineira.
Antes mesmo do intervalo, foi perceptível a irritação do técnico Ricardinho com o time. A bronca no vestiário, ao que parece, surtiu efeito. Logo no início da segunda etapa, Anderson Aquino saiu cara a cara com João Ricardo, mas o goleiro saiu bem nos pés do atacante e impediu que o Tricolor diminuísse a vantagem. Cinco minutos depois, Pedro Castro arriscou chute de fora da área e a bola, caprichosamente, acertou a trave.
Os corais seguiam melhores na partida, trocavam passes tentando encontrar um espaço na defesa mineira. Aos 20 minutos, João Paulo cobrou falta no cantinho esquerdo, mas João Ricardo, mais uma vez, impediu o gol. Dois minutos depois, aconteceu o lance mais polêmico do jogo. Após cruzamento da direita, Anderson Aquino completou para a rede, mas a arbitragem assinalou impedimento. A pressão pernambucana era muito forte. Pouco tempo depois, Édson Sitta aproveitou escanteio cobrado pelo lado esquerdo, mas mandou na trave.

FICHA DO JOGO

AMÉRICA/MG: João Ricardo; Robertinho (Walber), Wesley Matos, Anderson Conceição e Bryan; Thiago Santos (Diego Lorenzi), Leandro Guerreiro, Felipe Amorim e Mancini; Cristiano (Henrique Santos) e Marcelo Toscano. Técnico: Givanildo Oliveira

SANTA CRUZ: Fred; Nininho (Nathan), Diego Sacoman, Danny Morais e Renatinho (Lúcio); Édson Sitta, Bruninho, Pedro Castro e João Paulo; Anderson Aquino e Bruno Mineiro (Emerson Santos). Técnico: Ricardinho

Local: Estádio Independência (Belo Horizonte/MG). Árbitro: Rafael Traci (PR). Assistentes: Luciano Roggenbaum e Sidmar dos Santos Meurer (ambos do PR). Gols: Robertinho (1’ 1° tempo), Mancini (8’ 1° tempo) e Diego Sacoman – contra (15’ 1° tempo), Marcelo Toscano (44’ 1° tempo); Pedro Castro (46’ 1° tempo). Cartões amarelos: Édson Sitta, Bruno Mineiro e Diego Sacoman (SCZ); Felipe Amorim, Leandro Guerreiro e Wesley Matos (AMG). Público: 758. Renda: R$ 21.350,00

Fonte: Blog de Primeira, Folha de Pernambuco, Recife, 23/5/2015

Nenhum comentário: