sexta-feira, 3 de abril de 2015

Cotas bloqueadas


COTAS BLOQUEADAS

Alexandre Arditti

A 12ª Vara do Trabalho do Recife bloqueou toda a receita do Santa Cruz oriunda dos direitos de transmissão de TV de suas partidas. O mandado foi expedido, nesta terça-feira (31), pelo juiz Hugo Cavalcanti Melo Filho. A decisão é motivada pelo atraso no pagamento de três parcelas (cada uma no valor aproximado de R$ 250 mil) do acordo que o clube tem com a Justiça para o pagamento de dívidas trabalhistas.
Em 2012, o Santa assinou um acordo com a 12ª Vara do Trabalho para pagar sua dívida em 100 parcelas mensais. No ano passado, por conta de atrasos nos pagamentos, a Justiça determinou o bloqueio de parte da receita proveniente do Todos Com a Nota. O problema é que o governo do Estado, detentor do programa, está em atraso com o repasse das verbas aos clubes.
O mandado expedido anteontem foi entregue à emissora de TV responsável pela transmissão das partidas corais. A partir de agora, a empresa terá que depositar os valores do contrato em uma conta disponibilizada pela Justiça do Trabalho na Caixa Econômica Federal. Esse dinheiro será rateado entre processos definidos por uma comissão da 12ª Vara.
Procurado pela reportagem do JC, o vice-presidente jurídico coral, Eduardo Lopes, disse que não se posicionaria sobre o assunto até o clube ser comunicado oficialmente do bloqueio das cotas de TV. “Não dá para dizer nada porque a TV Globo não nos comunicou formalmente sobre isso. Precisamos tomar ciência do teor do mandado para ver o que faremos”, disse.

RIVAIS

A decisão da 12ª Vara de bloquear as cotas de televisão do Santa não deve se estender aos rivais Sport e Náutico. Pelo menos foi o que disse o diretor da Justiça do Trabalho, o juiz André Pessoa Carvalho. Segundo ele, rubro-negros e alvirrubros vêm cumprindo o acordo.
O Sport, por sinal, está bem próximo de quitar sua dívida com a Justiça do Trabalho. Os rubro-negros dividiram o seu passivo em 36 parcelas, que chegam ao fim em dezembro. O Náutico, por sua vez, teve a receita da Arena Pernambuco bloqueada no ano passado por decisão da 12ª Vara para o pagamento do débito trabalhista.

Fonte: Jornal do Commercio, Recife, 02/4/2015

Nenhum comentário: