sábado, 28 de março de 2015

Um pouco de Fernando Santana



UM POUCO DE FERNANDO SANTANA

Campeonato Pernambucano de 69. O garoto Fernando Santana estréia no futebol profissional. Aquele seria o primeiro de cinco gloriosos anos. Cinco vezes campeão, em todos defendendo as cores do Santa Cruz. Aos 51 anos, Santana conhece bem a emoção de um grande clássico. Sabe o que é a Ilha do Retiro tomada por uma torcida insandecida, gritando "É campeão". Em seu ano de estréia, foi justamente na casa do adversário que ele bateu o Sport por 2x1 e levou o disputado título para o Arruda.
A carreira vitoriosa do ex-jogador foi vivida, quase toda, defendendo o brasão tricolor. "Experimentei as maiores glórias que um jogador pode desejar vestindo a camisa do Santa Cruz", emociona-se. O título de 69 foi, de longe, o mais inesquecível dos oito campeonatos disputados. "Fazíamos parte de um grupo que saiu do juvenil para ser campeão pernambucano. Faltava dinheiro, mas sobrava determinação, espírito de luta."
Vontade de vencer é o que Fernando Santana espera, hoje, dos 11 jogadores do Santa Cruz. Ele sabe da tarefa difícil de logo mais, à noite, mas não se entrega. Diz que o maior compromisso do time é o de jogar um bom futebol, dar o espetáculo que a torcida espera e merece ver. "Nem sempre quando a gente quer ganhar, consegue sair vencedor. Mas tem que lutar até o último instante da partida". Palavra de um pentacampeão. De quem, em cinco anos de campeonatos vitoriosos, saiu artilheiro três vezes.
Se as grandes alegrias de Santana vieram na pele de atacante tricolor, uma das maiores frustrações também diz respeito à sua história no Santa Cruz. Ou melhor, fora dele. No ano em que se tornou hexacampeão, o jogador conquistou o título defendendo as cores do Náutico. "Era 1974. Eu tinha ganhado todos os campeonatos anteriores pelo Santa. Até hoje, guardo a tristeza de não ter sido hexa pelo meu time de coração". Coisas do futebol.
Agora o grande desejo de Fernando Santana é ver transformada em realidade uma dupla comemoração. Juntar numa só festa a homenagem pelos 30 anos do início da conquista do Penta e o título de campeão do campeonato estadual de 99. "Seria coroar com as maiores honras a história vitoriosa do Santa Cruz". Uma parte da festa já está garantida. A outra, é esperar para ver.

Fonte: JC, Recife, 12/7/1999

Nenhum comentário: