sábado, 21 de março de 2015

Tira-teima no Arruda


TIRA-TEIMA NO ARRUDA

Paulo Henrique Tavares

À época ainda seria muito cedo para qualquer veredicto sobre o Santa Cruz. O Campeonato Pernambucano fechava ali apenas a sua segunda rodada. Outras nove estariam por vir. Mas a pressão foi grande, não teve jeito. A vitória do Serra Talhada por 3×0, colocou o elenco coral e o técnico Ricardinho em rota de colisão com a torcida. Neste sábado, quase dois meses após a traumática derrota, tricolores e sertanejos se encontram novamente. Dessa vez, às 19h30, no estádio do Arruda, e com a possibilidade de os donos da casa conseguirem a classificação para a segunda fase do Estadual. O clima de revanche existe, mesmo que não verbalizado.
A confirmação da classificação antecipada do Santa Cruz não poderá ser conhecida após o jogo contra o Serra Talhada. Isso porque uma combinação de resultados simples se faz necessária para que esse desejo seja concretizado. Além da vitória do Santa Cruz, a garantia da vaga só acontecerá se Náutico e Salgueiro não vencerem seus jogos contra Sport e Central, respectivamente. Esses confrontos acontecerão no domingo, às 16h. Caso as expectativas corais se concretizem, os tricolores chegarão aos 13 pontos, com uma partida por jogar, e na última rodada, seus adversários diretos – Náutico e Salgueiro – não conseguiriam a ultrapassagem na tabela de classificação.
Durante a semana, alguns jogadores do Santa Cruz falaram sobre o possível clima de revanche que a partida contra o Serra Talhada irá proporcionar. Único titular coral em todas as oito partidas do clube no ano, o zagueiro Danny Morais preferiu desconversar. “Ninguém me verá falando disso (revanche). Se eles nos venceram foi por que tiveram méritos. Não tem isso de revanche ou qualquer coisa nesse sentido”, contou o defensor.
Ricardinho confirmou a equipe que entrará em campo no sábado. E assim como em todas as rodadas do Pernambucano, o treinador não repetirá a formação titular. As novidades: Alemão, Edson Sitta e Betinho, escalados. “Alemão vinha bem. Estava jogando com solidez e saiu por suspensão. Sacoman foi muito bem, mas acho justo o retorno de Alemão. Em relação a Sitta, volta porque é um aleta que vinha dando segurança ao setor. Não que Wellington Cézar não tenha feito isso. Mas ele é um garoto e temos que saber o momento de escalá-lo”, justificou o treinador.
Em relação ao Serra Talhada, Ricardinho espera um adversário difícil, que irá encarar o Santa Cruz de igual pra igual. “O Serra Talhada não é uma equipe abdica do ataque. Mesmo contra Náutico e Sport, eles sempre jogaram o jogo. Os atacantes tiveram liberdade. Mas em nenhum momento foi uma equipe que jogou por uma bola”, disse.

FICHA DE JOGO

SANTA CRUZ x SERRA TALHADA

SANTA CRUZ: Fred; Ninhinho, Alemão, Danny Morais e Tiago Costa; Edson Sitta, Bruninho, Thiaguinho e João Paulo; Betinho e Anderson Aquino. Técnico Ricardinho.

SERRA TALHADA: Gleibson; Marcos Vinícius, Alisson, Anderson e Rafinha; Ramon, Luciano Totó, Diogo e Paulinho Mossoró; Bebeto e Júnior Juazeiro. Técnico Cícero Monteiro.

Local: Estádio do Arruda. Horário: 19h30. Arbitro: Luiz Cláudio Sobral. Assistentes: Fernanda Colombo e Karla Renata Cavalcanti.

Fonte: Blog de Primeira, Folha de PE, 21/3/2015

Nenhum comentário: