sábado, 28 de março de 2015

O bom momento de Nininho


O BOM MOMENTO DE NININHO

Paulo Henrique Tavares

O melhor momento do Santa Cruz no Campeonato Pernambucano apareceu quando o técnico Ricardinho resolveu uma dor de cabeça, até então, sem solução. Finalmente o torcedor tricolor pode falar de cabeça quem são os dois laterais titulares da equipe. O caso de Nininho, no entanto, consegue ser diferente do de Tiago Costa, que ganhou a posição logo que chegou ao Arruda. A evolução do garoto tem saltado aos olhos, fato já relatado pelos próprios companheiros de equipe.
O zagueiro Danny Morais, por exemplo. Segundo o defensor, o garoto, reserva durante o início da temporada, é um modelo de evolução para o grupo. “Ninguém falava em Nininho e hoje ele está contribuindo muito. Do Betinho, se falou muita coisa, mas ele está nos ajudando com gols. Estamos com boas opções para dar essa volta por cima”, disse o defensor, antes de considerar como ponto importante da subida de produção tricolor, a boa fase dos laterais da equipe.
A palavra que o atleta Nininho usa para justificar a boa fase é “confiança”. E o técnico Ricardinho é apontado como o personagem principal para a melhora do seu futebol. “O professor me deu confiança para jogar, e eu joguei livre, sem medo de errar. Ele estar me passando confiança tem contribuído muito para o meu jogo. Acredito que estou correspondendo bem, e jogando em alto rendimento”, afirmou o jogador.
Até conseguir a titularidade, Nininho teve de conviver com a indecisão da reserva. Ao todo, foram sete jogos. Neste período o técnico Ricardinho promoveu as entradas de Moisés e, improvisou, o volante Bileu. “O jogador mesmo sem estar jogando tem de treinar no máximo. Foi o que eu tava fazendo, que pra quando eu tivesse a oportunidade, pudesse corresponder a altura. Acho que conseguir suprir as necessidades do time”, contou o atleta.

Fonte: Blog de Primeira, Folha de PE, Recife, 27/3/2015

Nenhum comentário: