terça-feira, 31 de março de 2015

Gena, do hexa ao penta


GENA, DO HEXA AO PENTA

Iniciou sua carreira no Náutico, onde conquistou o hexacampeonato pernambucano (1963 - 1968). Em 1969, transferiu-se para o Santa Cruz, dando início a conquista do penta campeonato (1969-1973). Tornando-se assim um dos poucos, senão o único atleta a conquistar 11 títulos estaduais consecutivos.
Apesar de ter sido pentacampeão pela Santa Cruz, Gena, aos 38 anos, não conseguiu renovar com o clube. Talvez, pela idade. Ao deixar o Tricolor, recebeu uma proposta do Centro Esportivo Força e Luz, de Natal, no Rio Grande do Norte. Experiente, tornou-se treinador, mas sem deixar de jogar.
Conquistou pelo Náutico 13 títulos: Hexa-Campeão Pernambucano (1963-1968), Tri-Campeão do Norte (1965 - 1967), Vice-Campeão Brasileiro - Taça Brasil (1967), Campeão do Torneio do Centenário de Campina Grande, Campeão do Torneio Quadrangular dos 430 anos do Recife e Campeão do Torneio Quadrangular de Salvador.
Pelo Santa Cruz, conquistou 5 títulos: Penta-Campeão Pernambucano (1969-1973).
Gena ganhou o Prêmio Belfort Duarte. Criado em 1945 e concedida pela CBF, contempla os atletas "fair play" do Brasil.

Fonte: Wikipédia

Um comentário:

pernambuco disse...

Nos deu tantas alegrias que é sempre bom lembrar Gena - Quincas