sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Santa Cruz 5 x 1 Vila Nova


SANTA CRUZ 5 x 1 VILA NOVA

Na noite desta terça-feira, o Tricolor se agigantou ainda mais nesta reta final da Série B: manteve o embalo da vitória sobre o Ceará no Castelão, goleou o Vila Nova por 5 a 1 na Arena Pernambuco e chegou a sete partidas de invencibilidade. Renan Fonseca, Danilo Pires, Léo Gamalho - duas vezes de pênalti - e Keno marcaram os gols tricolores. Leonardo descontou.
Válida pela 31ª rodada, a partida seria realizada inicalmente no último dia 21. A CBF, contudo, remarcou o confronto para evitar que o Santa Cruz tivesse três partidas seguidas em casa, o que não é permitido pelo regulamento da competição. Um público de 17.979 pessoas compareceu ao estádio nesta terça.
Agora quinto colocado, com 51 pontos, o Santa colou no G-4 e viu o Vila se afundar ainda mais na Série B. Depois de duas partidas sem derrota, o Tigre não conseguiu largar a vice-lanterna e, com 26 pontos, aumentou as chances de ser rebaixado. Sexta-feira, o time goiano tem um clássico contra o Atlético-GO, às 19h30 (horário de Brasília), no Serra Dourada. No sábado, o Tricolor encara o América-RN, às 17h, novamente na Arena Pernambuco.
Bonde do Santa Cruz fez a festa na Arena Pernambuco (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)

O jogo

O Santa Cruz esperou 34 minutos para ligar o motor. Quem saiu para comprar um lanche ou ir ao banheiro na reta final do primeiro tempo, perdeu. Em 10 minutos, o Tricolor marcou três gols. Renan Fonseca, de cabeça, deu início à festa. Três minutos depois, aos 37, Danilo Pires ampliou com um golaço, após bela jogada de Natan, principal novidade no time coral. O meia foi a surpresa na escalação de Oliveira Canindé, que optou por deslocar o volante Bileu para substituir Tony, suspenso, na lateral direita. Aos 41, o Santa chegou ao terceiro com Léo Gamalho, de penâlti, depois de Danilo Pires ser derrubado por Radamés na área. Sufocado, o Vila Nova viu uma avalanche coral se formar na Arena Pernambuco.
Atordoado, o Vila Nova-GO voltou para o segundo tempo para o tudo ou nada. E, logo no início da etapa final, conseguiu diminuir com um gol de Leonardo. Mas não partiu para o "abafa" porque o Santa Cruz acordou e, pouco tempo depois chegou ao quarto gol. Keno foi derrubado na área. O atacante Jheimy, do Tigre, reclamou e acabou expulso. Léo Gamalho marcou e minou qualquer chance de reação dos goianos. Ainda sobrou espaço para Keno marcar o quinto. A partir daí, o time coral só administrou a quarta vitória seguida na Série B. No fim, o Vila ainda perdeu o volante Radamés, expulso.

Fonte: Globo Esporte

domingo, 26 de outubro de 2014

Entrevista com Natan


ENTREVISTA COM NATAN
Fonte: Blog do Torcedor

Ceará 0 x 2 Santa Cruz: melhores momentos


CEARÁ 0 x 2 SANTA CRUZ: MELHORES MOMENTOS
Fonte: Youtube

Ceará 0 x 2 Santa Cruz






CEARÁ 0 x 2 SANTA CRUZ

Só a vitória interessava para os dois times, mas foi o Santa quem primeiro assustou. Após vacilo de Luís Carlos ao socar a bola para longe, Tony cabeceou e, por pouco, não abriu o placar. Pelo Ceará, Ricardinho, em cobrança de falta, tirou tinta da trave direita de Tiago Cardoso. Até que o goleiro Luís Carlos foi surpreendido. Pela direita, Tony cruzou e a bola desviou em Hélder, matando o arqueiro alvinegro, que buscou a bola já dentro da meta: 1 a 0. De herói a vilão, Tony acabou complicando a vida do time pernambucano. O lateral fez falta em Magno Alves, levou o segundo amarelo e deixou o campo mais cedo. Com isso, PC Gusmão tratou de mandar Lulinha para o jogo, antes do intervalo, para dar maior poderio ofensivo ao Vovô. Mesmo assim, os visitantes levaram a vantagem para o tempo seguinte.
A etapa complementar trouxe o Ceará mais agressivo nos primeiros minutos. O Santa se defendia e buscava o contra-ataque. Não fosse a perícia de Tiago Cardoso, que já havia salvado uma bola de Magno Alves no final do primeiro tempo, o Vovô teria deixado tudo igual no marcador com Bill. E como estava inspirado o goleiro do Santa. O Ceará tentava com Ricardinho, em cobranças de falta, com tiros de longa distância de Magno Alves, mas nada passava pelo paredão pernambucano. A vantagem numérica do Ceará só durou até a expulsão direta de João Marcos, que exagerou na dose. Até que brilhou a estrela de Oliveira Canindé. O técnico do Santa sacou Keno e colocou Adilson, que precisou de apenas um lance para marcar, ainda que desajeitado, o segundo dos visitantes, que calaram o torcedor alvinegro no Castelão e se aproximaram ainda mais do G-4.

Fonte: Globo Esporte

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Ceará x Santa Cruz, hoje



Humor


Pela charge do Miguel, publicada no Jornal do Commercio de hoje, Sport, Náutico e Santa Cruz poderão se encontrar na Série B do Campeonato Brasileiro, em 2015.
Considerando que dificilmente Santa e Náutico ascenderão, por conta das posições que hoje ocupam na tabela de classificação, e considerando a queda de produção do time rubro-negro na Série A, tudo é possível.
Um bom chargista deve ter a capacidade de sintetizar no seu desenho toda essa situação. Vocês não acham que ele conseguiu isso?

domingo, 19 de outubro de 2014

Santa Cruz 1 x 0 Vasco da Gama











SANTA CRUZ 1 x 0 VASCO DA GAMA

Amigos corais, um grande time se constrói assim, com vitórias importantes em cima de clubes importantes.
A nossa vitória ontem foi de superação individual e coletiva. Superamos todos os problemas existentes durante a semana e vencemos o Vasco da Gama, vice-líder da Série B do Campeonato Brasileiro.
Nem mesmo os problemas extracampo, como dois meses de salários atrasados, nos impediram de chegar à vitória. Agora, é perseverar e tentar vencer o Ceará em Fortaleza.
Na Arena Pernambuco, sob o comando do treinador Oliveira Canindé, diante de um público de 24.283 pessoas, jogamos e vencemos com Tiago Cardoso; Tony, Alemão, Renan Fonseca e Tiago Costa; Sandro Manoel, Bileu, Danilo Pires (Cassiano) e Wescley (Renatinho); Leo Gamalho e Keno (Ailton).
Gol de Cassiano, aos 41 minutos do segundo tempo.
Valeu, rapaziada!