segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Discurso preocupante


DISCURSO PREOCUPANTE

Publicado em 14/10/2012, às 21h08
Do JC Online

No momento em que os discursos de jogadores e comissão técnica começam a utilizar expressões como “vergonha”, “superação”, “luz no fim do túnel”, “tudo ou nada” e “não podemos desistir” é quando os torcedores sabem que a situação está complicada. E a torcida do Santa Cruz entende como ninguém disso, pois escutou bastante as mesmas palavras nos últimos anos de purgatório no futebol nacional. Depois de um alento com um bom 2011, a situação agora volta a ficar complicada na atual edição da Série C do Brasileiro. Os corais não dependem mais de si: precisam vencer os seus dois jogos e torcer por outros resultados para ter chances de classificação à segunda fase.
Os resultados deste domingo (14) ainda foram bons e evitaram que o time ficasse a um ponto da zona de rebaixamento – o risco ainda é real, já que o Cuiabá tem 16 pontos. Após perder a invencibilidade em casa com a derrota por 2x1 para o Fortaleza, no sábado (13), o Santa agora está na 5ª colocação, com 19 pontos, e tem a possibilidade de descer mais uma se o Treze vencer o Guarany de Sobral, nesta segunda-feira.
“O sentimento é de vergonha. Sabíamos que era um jogo decisivo, mas não conseguimos segurar. Agora temos de levantar a cabeça para encarar o Luverdense. Não adianta só torcer e não fazer nossa parte”, disse o meia Luciano Henrique.
Já o também meia Leozinho não concorda com o termo “vergonha”. “Não sei se vergonha é a palavra certa. Estamos lá sujeitos a ganhar ou a perder. Temos de levantar a cabeça e enquanto existir a esperança vamos com tudo. A torcida tem todo o direito de cobrar. Vai ser tudo ou nada agora.”
O assistente-técnico Sandro Barbosa, que substituiu Zé Teodoro no banco de reservas, afirmou que agora o grupo terá de levantar a cabeça e focar o trabalho no duelo contra o Luverdense, no Arruda, no próximo sábado. O último compromisso coral pela Série C será ante o Águia de Marabá, fora de casa – vale lembrar que o tricolor não venceu como visitante nesta Série C.
“Temos de mostrar para eles (jogadores) que não adianta ficar lamentando. Não vai adiantar. Tem de levantar o moral e trabalhar. Baixar a cabeça e chorar não adianta”, disse Sandro.


Nenhum comentário: