domingo, 30 de setembro de 2012

Notícias alvissareiras


NOTÍCIAS ALVISSAREIRAS

Clóvis Campêlo

Acordo cedinho, tomo logo o café preparado por dona Cida e corro para os jornais, nessa manhã de domingo que se prenuncia ensolarada. O dia promete mostrar-se adequado para a prática do chamado esporte bretão.
Bom para o Santinha, que, em casa e diante da sua torcida, com um campo enxuto e uma tarde luminosa, poderá fazer a festa diante do Cuiabá. Só depende de nós.
Corro para os jornais, porém, na ânsia de ver os resultados dos jogos de ontem no Grupo A da famigerada Série C do Campeonato Brasileiro 2012.
E como torcer contra às vezes dá certo, os resultados nos favoreceram. Em Campina Grande, o Treze perdeu para o Fortaleza por 2x0. Com esse resultado, o time cearense vai para os 29 pontos e se mantém no segundo lugar do grupo, despachando o Treze, nosso adversário direto na luta pela classificação à fase seguinte. Em Marabá, Águia e Paysandu empataram em 1x1, mantendo-se ambos em banho-maria, num resultado que também nos favoreceu. Para nós, ruim mesmo, foi a derrota do Guarany de Sobral para o Icasa, que, com o resultado favorável, subiu para o 8º lugar com 15 pontos, encostando no bloco dos times que estão com 16 pontos.
Portanto uma simples vitória, hoje, fará com que nos situemos numa posição relativamente cômoda com 19 pontos.
Que Luverdense e Fortaleza disparem, pois não mais conseguiremos alcançá-los. A nossa briga agora é com Salgueiro, Treze, Paysandu, Águia de Marabá e Icasa. É desse bolo que sairão os dois outros times classificados para  fase seguinte. Como diz Renato Boca-de-Caçapa, só dependemos de nós mesmo.
Avante, Esquadrão Coral!

As projeções e as chances de classificação do Santa Cruz


Time dispensa a calculadora, mas torcida começou a fazer as contas para o acesso

Por enquanto, o Santa Cruz dispensa a calculadora. O plano é de encarar as cinco partidas restantes da primeira fase da Série C como decisões. "Vamos jogar para ganhar as cinco", afirmou o técnico Zé Teodoro. "Se vencermos as três em casa (contra Cuiabá, Fortaleza e Luverdense), vamos dar um passo grande para a classificação", ponderou o lateral esquerdo Renatinho. 

Além das atenções voltadas ao jogo no Arruda, os torcedores vão colar o ouvido no rádio para secar o Treze (joga em casa, diante do Fortaleza) e o Salgueiro, (fora, contra o Luverdense) e torcer por um empate entre Águia e Paysandu (em Marabá).


Chances
Segundo o site Chance de Gol, especializado em projeções matemáticas no futebol, o Santa Cruz é o mais cotado a assumir uma das vagas do G4 entre os times com 16 pontos do grupo A. Com a mesma pontuação do Tricolor, Paysandu (7º), Treze (4º) e Águia de Marabá (5º) têm, respectivamente, 34,7%, 10,9% e 10,1%. Confira a tabela: 




sábado, 29 de setembro de 2012

VINTE JOGADORES RELACIONADOS PARA A PARTIDA DECISIVA DE DOMINGO

O treinador Zé Teodoro relacionou 20 atletas para a partida decisiva deste domingo, diante do Cuiabá/MT, no Arruda.

Entre os nomes a grande novidade é o retorno do goleiroTiago Cardoso, que está de volta ao time coral depois de cinco meses longe dos gramados e será titular no domingo.

Confira a lista:

Goleiros: Tiago Cardoso e Fred
Laterais: Diogo e Tiago Costa
Zagueiros: Édson Borges, Everton Sena, William Alves e Vágner
Volantes: Chicão, Memo e Sandro Manoel
Meias: Renatinho, Weslley, Leozinho, Leandro Oliveira e Luciano Henrique
Atacantes: Dênis Marques, Fabrício Ceará, Flávio Caça-Rato e Branquinho


Treino é treino, jogo é jogo!


TREINO É TREINO, JOGO É JOGO

Clóvis Campêlo

Quem já passou dos 30 como eu, não só se lembra do treinador Gentil Cardoso como recorda da sua passagem pelo futebol pernambucano.
No final dos anos 50, início dos 60, foi treinador do Náutico, na época chamado de Clube Aristocrático e onde gente de cor não tinha vez e nem voz.
Gentil era negro, gordo e baixinho e chegou revolucionando o futebol dos Aflitos dentro e fora de campo. A partir daí, o time alvirrubro acabou com a frescura que não querer negros no seu time e no seu quadro de associados. Para quem ainda não sabe, a revolução dos costumes se deu aos poucos no Brasil. E no Pernambuco reacionário e açucareiro, não foi diferente.
Diferente foi o Santinha, que já nasceu no meio do povo e da classe média, gente enxerida querendo praticar o esporte bretão que os filhinhos de papai trouxeram das Europas.
Muito antes de Gentil Cardoso quebrar os grilhões alvirrubros, Lacraia já brilhava no Santa Cruz, homem de cor, jogador de futebol e criador do nosso escudo, uma âncora branca afirmando que o clube coral tinha vindo para ficar.
E ficou, cresceu e brilhou no futebol pernambucano e brasileiro. Criou nome, ganhou títulos, revelou jogadores e sempre alimentou uma parceria brilhante e bonita com a a sua enorme torcida.
Do Pátio de Santa Cruz ao Arruda, foi uma longa e sinuosa caminhada, repleta de vitórias e afirmações.
Mas, voltando a Gentil Cardoso, ele também foi um criador de frases de efeito e de tiradas geniais, como, por exemplo, a de que treino é treino e jogo é jogo.
Nada de assustamentos, portanto, com a derrota de 3x0 dos titulares para o time reserva, no treino de quinta feira passada. Pra mim, aquela derrota serviu para ferir os brios dos meninos corais e amanhã, com certeza, vai sobral para o Cuiabá.
Como é de praxe, invadiremos o Arruda, impressionaremos o Brasil e o mundo com a torcida mais apaixonada e sairemos de lá no G4 da vida.
O Santa Cruz é grande e a sua grandeza também não se construiu da noite para o dia. Construiu-se numa sequencia lógica de atitudes corretas e de coerências. Hoje que a noite é da calma e que a minha alma ansia por essa vitória, dormiremos tranquilos e com a certeza de que amanhã vai ser outro dia apesar de tudo.

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

O CARA do Adversário - FERNANDO


O CARA do Cuiabá é o atacante Fernando, autor de dois gols na goleada de 5x1 sobre a equipe do Treze. O jogador é o artilheiro da equipe do Cuiabá com 4 gols, ele retornou ao time titular na ultima rodada contra a equipe do Treze. Ele vinha entrando ao longo dos jogos sempre com uma boa atuação. O atleta não marcava desde o jogo contra o Guarany de Sobral, partida em que o Cuiabá venceu por 4x3.

O diferencial de Fernando em relação aos companheiros de equipe, é a sua regularidade nas partidas.

Sobre o ultimo jogo contra a equipe do Treze o atacante diz:

"Nunca perdi a confiança em jogar. No último jogo, o professor optou pela minha entrada e fui feliz nas conclusões. Marquei os gols que ajudaram o time na vitória"


Nome: Fernando Ribeiro Fernandes
Posição: Atacante
Altura: 1,83
Peso: 72 kg


Uma beleza tricolor


Samantha Lopes

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

LEOZINHO “ERRAR HOJE PARA ACERTAR DOMINGO.”

A tarde não foi das melhores para o time titular do Santa Cruz. Com uma formação diferente, no 4-3-3, os titulares perderam para os reservas por 3x0. O resultado estava totalmente fora dos planos da provável equipe para domingo.

Para o meia Leozinho o time errou no momento certo, em um treinamento, onde os jogadores estão se perfeiçoando. Na avaliação do atleta, o resultado do coletivo foi fruto da qualidade do elenco e todos estão prontos para fazer o melhor pelo Santa Cruz:

Treino é diferente de jogo, os reservas se desdobraram. Realmente, falhamos nesta tarde, mas isso é fruto da qualidade do nosso elenco. Todos querem entrar em campo para melhor para o Santa Cruz na Série C.”

Tendo apenas de justificar a goleada sofrida pelos principais jogadores do elenco Tricolor, Leozinho fez coro ao discurso de que até o final da primeira fase da Série C a equipe tem cinco finais pela frente:

“Vamos entrar no G4. Cada jogo tem de ser encarado como uma decisão. Temos cinco finais pela frente e vamos entrar no G4. O torcedor pode ficar confiante e vir nos apoiar no domingo. O resultado do treino de hoje não vai influir contra o Cuiabá.”



Fonte: Agência CoralNET de Notícias

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Abençoados por Deus


ABENÇOADOS POR DEUS

Clóvis Campêlo

Meus amigos corais e tricolores do Arruda, pode ser que Deus não seja um dos nossos, mas que ele nos abençoou nesse final de semana, não há dúvidas.
O que de início nos parecia ser um mau resultado - o empate em 0x0 com o Paysandu - diante dos outros resultados da rodada terminou por nos deixar ainda no páreo pela classficação.
Para nós, foram fundamentais a goleada sofrida pelo Treze diante do Cuiabá (5x1), o empate do Salgueiro com o Fortaleza (0x0) e a derrota do Águia de Marabá para o Guarany de Sobral (3x1).
Estamos vivos e podem crer em pé de igualdade com todos os outros na luta pela classificação.
Queira Deus mais uma vez que Zé Teodoro tenha razão quando diz que tudo de ruim que tínhamos de passar nessa Série C já ficou para trás. E Zé, meus amigos corais e tricolores do Arruda, é um treinador que sabe como chegar na reta final.
Domingo, em casa, teremos o Cuiabá pela frente. Uma equipe que ocupa a 8ª colocação, logo atrás de nós, e que, como nós, ainda alimenta esperanças de passar para a próxima fase. É um jogo que vale 6 pontos e mais alguma coisa. Com certeza, a torcida coral vai marcar presença em massa e estabelecer mais um jogo com a casa cheia. Se depender das arquibancadas e das gerais, o Santinha vence e convence.
Ainda duvido de que Deus não seja tricolor. É só olhar para as arquibancadas e ver que o Seu filho sempre nos acompanha.

Que fazer?

QUE FAZER?

Alberto Félix, São Paulo

Camaradas Corais do Pina, Brasília, Cordeiro e arredores, alcoolistas e tabagistas.
Meninas e meninos Corais.
Sem arrodeio.
Não via na TV “O querido do povo” desde de 2010 pela copa do Brasil.
Abasteci a geladeira com brejas.
Começa o jogo, bolinha pra cá, bolinha pra lá, e nada.
Meu amigo venha cá e fique lá mesmo, eu já vi jogo feio, o jogo Payssandu e Santa Cruz, foi pior que dançar com irmã.
A cronica futeboleira diz que estamos na bimba do boi, e que serie D nos aguarda.
De novo não!
Que fazer?
Penso que colocar o salario em dia já é um bom começo.
O resto a massa coral faz, lotando o Colosso do Arruda.
Colorindo o domingo.
Enquanto isso, está rolando na “oropa” a Liga dos Campeões.
Menino! Cada jogo de encher os olhos.
Ver em campo, Ibrahimovic, Cristiano Ronaldo, Messi, Balotelli, Pato, Rooney, Van Persie.
É mole ou queres mais!
É ou não é de encher os olhos!
Saudações Corais a todos!

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

VENDAS DE INGRESSO COMEÇAM AMANHÃ E COM PROMOÇÃO ESPECIAL

 

Para deixar o Arruda lotado neste domingo (30), quando o Santa Cruz enfrenta o Cuiabá, em jogo vital para classificação Coral à próxima fase da Série C, a direção do clube, além vender os ingressos aos preços de R$ 15,00 e R$ 30,00, está disponibilizando uma boa promoção. Segundo a assessoria de imprensa do clube, o torcedor que pagar o valor de R$ 30,00 terá direito a mais uma entrada. A ação foi batizada de “Ingresso dobrado, Arruda Lotado.”


As vendas se iniciam a partir desta terça-feira (25), por volta das 14h30, e vão às 16h de domingo, horário do jogo. Sobre a promoção, vale ressaltar que a ação só é válida para os setores de arquibancada superior, inferior e sociais.

Confira os valores:

Conselho, Cadeira Proprietário e Camarote – R$ 30,00

Cadeira Sócio – R$ 60,00

Cadeira Aluguel – R$ 70,00

Fonte: Agência CoralNET de Notícias


Goleiro Fred destaca importância de vitória contra o Cuiabá/MT

Goleiro Fred destaca importância de vitória contra o Cuiabá/MT


O goleiro Fred teve uma boa atuação na partida de ontem, diante do Paysandu/PA. O arqueiro coral foi responsável por duas grandes defesas que ajudaram o Mais Querido a sair com um ponto de Belém.

Apesar de todos no Arruda esperarem a vitória, pelo momento que o Santa vive na tabela, Fred comemorou o ponto conquistado, pois sabe que esse pontinho pode ajudar o Tricolor a garantir a classificação para a próxima fase do
Brasileiro da Série C.

"Pela guerra que foi o jogo e pelas dificuldades que enfrentamos com o gramado e com o adversário, temos que comemorar esse ponto. É claro que todo mundo esperava a vitória, mas já que não aconteceu, temos que comemorar o empate", disse.

Segundo o arqueiro, Paysandu e Santa apresentaram um grande
futebol e proporcionaram um belo espetáculo para os espectadores.

"Foi um jogo muito aberto, com as duas equipes procurando o gol a todo instante. Um belo espetáculo para quem teve a oportunidade de ir até o estádio ou
assistiu pela televisão. O Santa jogou como se estivesse em casa, criou grandes chances e por pouco não saiu com a vitória", explicou.

Em sua entrevista coletiva, Fred saiu em defesa do atacante Dênis Marques, que desperdiçou duas grandes oportunidades de gol contra o Papão e falou da importância do seu companheiro para o time.

"Dênis é nosso artilheiro e ele que vem decidindo os jogos para nós. Não temos como reclamar dele. Realmente criamos boas chances para definir o jogo, mas ele errou, assim como um dia eu também posso errar. O importante é que o grupo e a comissão técnica estão unidos em busca da classificação do Santa", falou.

Por fim, o goleiro Fred fez questão de convocar a torcida para o jogo do próximo domingo, diante do Cuiabá/MT, que é decisivo para as pretensões do Mais Querido no decorrer do campeonato.

"Não podemos mais perder pontos, muito menos dentro de casa, por isso convocamos a torcida para lotar o Arruda e nos empurrar, sendo o décimo segundo jogador. Respeitamos nosso adversário, mas só a vitória nos interessa e vamos com tudo contra eles", encerrou.

Fonte: Agência CoralNET de Notícias

Resultados do final de semana foram favoráveis ao Santa

Além do empate do Mais Querido com o Paysandu, que aconteceu ontem em Belém, por 0x0, outros quatro jogos complementaram a décima terceira rodada do Campeonato Brasileiro da Série C neste final de semana.

Excetuando o seu próprio placar, todos os outros resultados da rodada acabaram sendo favoráveis ao Santa e o Tricolor se manteve a apenas um ponto do G4, tendo ainda três jogos como mandante dos cinco que faltam para o término da primeira fase.

Confira os resultados:

Paysandu/PA 0 x 0 Santa Cruz
Guarany/CE 3 x 1 Águia/PA
Icasa/CE 0 x 1 Luverdense/MT
Salgueiro/PE 0 x 0 Fortaleza/CE
Cuiabá/MT 5 x 1 Treze/PB
Fonte: Agência CoralNET de Notícias

domingo, 23 de setembro de 2012

Resultado ruim






RESULTADO RUIM

Clóvis Campêlo

Amigos corais, o empate de 0x0, ontem, em Belém do Pará, não foi bom nem para o Santa Cruz e nem para o Paysandu.
Agora, a coisa complicou e não basta mais vencermos todos os jogos que nos faltam. Por outro lado, precisamos ter cuidado para não perdemos mais pontos preciosos e corrermos o risco de voltarmos à Série D, já que os dois últimos colocados de cada grupo estarão automaticamente rebaixados.
É uma situação no mínimo triste para uma agremiação como a nossa, com um passado de glórias e de conquistas expressivas.
Por isso, vamos precisar lutar nos jogos que ainda nos faltam. Voltar à Série D seria uma catástrofe. Não merecemos isso.
Queira Deus (mais uma vez) que a era Zé Teodoro no santa Cruz não termine de forma melancólica.
Acima, alguns lances de um jogo muito disputado, mas tecnicamente fraco, o retrato de duas equipes de um nível fraco.  

sábado, 22 de setembro de 2012

Cara feia pra mim é fome...


CARA FEIA PRA MIM É FOME...

Clóvis Campêlo

Se a questão é cara feia, Zé Teodoro deve escalar Flávio Caça-Rato no nosso ataque. Com ele em campo, não tem Papão do Curuzu que resista...
Na verdade, justiça seja feita, Flávio é um batalhador dentro de campo que, dentro das suas limitações técnicas, sempre sua a camisa coral.
O que não dá é ser feliz com dois meses de salários atrasados. Futebol profissional não se faz assim.
De certo modo, o que vemos se repetindo no Santa Cruz são algumas velhas práticas falidas. Parece que nada mudou. Ou melhor, parece que o que havia se transformado está voltando às velhas formas de direção. Estamos regredindo?
Dentro de campo, acho que sim. Não basta o amor fiel da torcida para levar o time à Série B. Não houve planejamento, contratamos jogadores que não tinham condições técnicas nem físicas de defender o Santinha e estamos andando em círculos, ou para trás como caranguejos.
Ao mesmo tempo, nesse período, trabalho de base que é bom, nada...
Talvez hoje, coma cara feia que Zé Teodoro quer e Flávio Caça-Rato tem, consigamos a nossa primeira vitória fora de casa e apenas a terceira em todo o certame.
Vamos ver se Deus realmente é tricolor...

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Dezenove jogadores escolhidos para o embarque à Belém/PA

19 jogadores embarcam com destino à Belém/PA, amanhã, às 09h20. Na lista de relacionados, nenhuma grande novidade. Diante das atuações abaixo do esperado nos últimos jogos, a ausência do atacante Paulista acaba sendo o destaque.

Confira a lista:
GOLEIROS: Diego Lima e Fred.

ZAGUEIROS: Edson Borges, Everton Sena, William, Vágner.

LATERAL DIREITO: Diogo.

LATERAL ESQUERDO: Tiago Costa.

VOLANTES: Chicão, Memo.

MEIAS: Weslley, Leozinho, Leandro Oliveira, Luciano Henrique e Renatinho.

ATACANTES: Dênis Marques, Flávio Caça-Rato, Branquinho e Fabrício Ceará.

Fonte: Agência CoralNET de Notícias

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Zé Teodoro critica especulação de saida e se diz firme para a conquista do acesso

Zé Teodoro critica especulação de saida e se diz firme para a conquista do acesso

Momento de instabilidade no Arruda. Quando isso acontece, no caso do Santa Cruz, com o time sem vencer há três jogo na Série C, sem nenhuma vitória fora de casa na competição e fora do G4 do grupo, o principal alvo das criticas é o treinador. Nesta segunda-feira, questionou-se bastante uma possível saída de Zé Teodoro, prontamente negada pela diretoria, após reunião nesta manhã.

Consciente do momento que o time atravessa na Série C, ocupando a sexta colocação do Grupo A, o
treinador afirmou que se mantém, com o respaldo da diretoria, seguro no comando do time e confiante no acesso à Série B.

PERMANÊNCIA

Segundo o treinador, a notícia do seu possível desligamento do clube o pegou de surpresa. Zé Teodoro disse que o presidente conhece o seu trabalho, respaldado pelo bicampeonato estadual e
acesso à Série C e que, durante a reunião que teve com a cúpula coral nesta tarde, não falou-se em saída. Ele reconheceu que a falta de resultados está causando insatisfação, mas classificou o momento como passageiro:

“Fui pego de surpresa com a especulação em torno da possibilidade de deixar o comando técnico do Santa Cruz. O presidente conhece o meu trabalho, respaldado pelo bicampeonato Pernambucano e o acesso à Série C. Na reunião que tivemos, em nenhum momento falou-se em saída. A falta de resultados está causando insatisfação entre os
torcedores, mas isso é passageiro.”

CONFIANÇA

O treinador se mantém irredutível quanto a levar o Santa Cruz à Série B do Campeonato Brasileiro. Ele disse ter total confiança no grupo de jogadores e ressaltou que o momento não é de sair do clube, mas enfrentar o momento difícil ao qual a equipe está passando na Série C. Ao afirmar que vai tirar o time deste momento delicado, ele se intitulou como mais Tricolor do que muitos e reforçou o respaldo que tem com o Presidente Antônio Luiz Neto:

“Acredito no potencial do grupo. Esse não é o momento de sair, mas de enfrentar a adversidade, não abandonar o barco. Vou ajudar e o time vai sair dessa escassez de vitorias no Campeonato. Posso dizer que sou mais Santa Cruz do que muita gente que tem por aí. O Presidente sabe do que somos capazes. Não sou paraquedista, tenho resultados comprovados e sei da competência do elenco e da comissão técnica.”

RELACIONAMENTO

Diante da instabilidade do time, muitos fatos acabaram sendo noticiados. Questionado sobre o relacionamento com a diretoria de futebol, o comandante Coral destacou que a relação mantida com a cúpula do clube é a melhor possível. Ele negou qualquer insatisfação da parte dele quanto ao atraso no salário. Segundo ele, a preocupação maior está na rotina do clube e em dar resultado. O treinador aproveitou para criticar o frisson criado nessa manhã em torno da hipótese de deixar o clube:

“Minha relação com a direção do clube é a melhor possível. Tenho uma ótima convivência com o Presidente , Constantino Júnior, diretor de futebol e Sandro. O problema financeiro do clube não me afeta, já que tenho outras fontes de renda. E isso será contornado rapidamente. Minha grande preocupação está com a rotina do clube e dar resultados. Só deixo o Santa Cruz no dia em que não sentir confiança no meu grupo de jogadores. Aproveito para lamentar o trabalho de parte da imprensa, que se deu mal ao embarcar em falsas especulações.”

TORCIDA

Para encerrar, o treinador pediu tranquilidade à Torcida. Ele reafirmou que sente mais tricolor do que muitos e procurou banalizar as criticas, pois, na concepção dele, as criticas que o time vem sendo alvo neste momento são vagas. O técnico afirmou que o trabalho continua e afirmou que esse é o momento aonde se conhecem os vencedores:

“Peço tranquilidade à torcida. Digo mais uma vez que sou mais Tricolor do que muitos. Criticar o clube em um momento como esse é fácil, difícil é ajudá-lo a se manter de pé. Estou respaldado pelo Presidente e sigo firme para a conquista do acesso. O trabalho continua, tanto que já estou aqui em plena segunda-feira, dia de folga. O verdadeiro vencedor se conhece nessa hora, de dificuldade. Meus jogadores já provaram do que são capazes.”

Fonte: Agência CoralNET de Notícias

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

A dor de uma saudade


A DOR DE UMA SAUDADE

Clóvis Campêlo

Houve um tempo em que o Santa Cruz se impunha pela sua competência dentro de campo, em que pese ser um clube sem grandes recursos ou estruturas fora dele.
Com o auxílio do povo e de um governo populista, construímos um belo estádio, hoje um tanto quanto absoleto, e uma história de grandes títulos conquistados, embora nenhum de âmbito nacional.
Como diz o meu amigo João Bocão, torcedor chato e empedernido do clube da Ilha, as estrelas da nossa camisa só valem até os limites do Estado de Pernambuco. E ele tem razão. Quando tivemos a chance de superar esse trauma, entregamos de bandeja a um clube desconhecido de Minas Gerais o título de campeão brasileiro da Série D. Para mim, essa estrela bastaria para quebrar o estigma que nos acabrunha e para tirar a goga de João Bocão. Mas, o indiozinho atrevido, oTupi mineiro, tirou-nos o doce da boca e arrebatou o título nacional que ilustraia a nossa estante de troféus.
Apesar da derrota, a vida seguiu em frente e fomos bi estaduais, descontando em cima do time da Ilha, a nossa falência nacionalista. Mais uma vez o futuro parecia nos sorrir e aquela derrota ingrata poderia ter sido apenas um acidente de percurso. Lembro tudo isso de propósito, alimentando a dor de uma saudade do que já foi glória e se foi nas águas turbulentas do rio do tempo.
Hoje, tropeçamos nas nossas deficiências e incapacidades , por conta disso, corremos o risco de ficarmos mais uma temporada nos subterrâneos do futebol brasileiro, enfrentanto e perdendo para equipes que nos tempos áureos não nos aguentariam um tempo só.
Nada contra o Treze, Luverdense, Águia de Marabá, Cuiabá ou Guarany de Sobral. Mas, quem já derrotou grandes equipes do futebol brasileiro dentro e fora de casa, formando times de alta qualidade e com um poder de fogo avassalador, não pode deixar de sentir a dor dessa saudade.

CUIDADO COM O TERCEIRO DE GRAU

CUIDADO COM O TERCEIRO DE GRAU
Alberto Félix, de São Paulo

Camaradas Corais do Pina, Brasília, Cordeiro e arredores, alcoolistas e tabagistas.
Meninas e meninos Corais.
Não sei o que é pior, escrever um obituário ou este breve relato.
Senhor tende piedade de nossa torcida, que de perto ou de longe como eu, estamos sempre a espera de um milagre.
Não carecemos de um milagre do tipo abrir as águas, transformar água em vinho etc.
Um pouco de genialidade aos nossos atacantes, já está bom.
Um dia o filho de um casal amigo, perdeu-se na feira em Santa Cruz do Capibaribe.
O guri tinha uns quatro ou cinco anos.
Criança vê o mundo de baixo para cima.
Na ponta da feira o menino sentou o meio-fio e chorou.
Em seu choro ele dizia.
“Perdi mainha, perdi painho agora só falta o papa-figo me levar”
Pois é, seu Zé Teodoro.
Tomara que o papa-figo te leve.
Saudações Corais a todos.

sábado, 15 de setembro de 2012

20 atletas relacionados para enfrentar o Treze

Para o confronto com o Treze, domingo (16), em Campina Grande, válido pela 12ª rodada do Grupo A da primeira fase da Série C, o técnico Zé Teodoro relacionou 20 jogadores. O destaque acabou sendo a ausência do meia Leozinho e do lateral direito Maisena, ambos suspensos.

CONFIRA A LISTA:

GOLEIROS: Fred e Diego Lima.

ZAGUEIROS: Vágner, William, Edson Borges, César e Everton Sena.

LATERAL DIREITO: DIogo.

LATERAL ESQUERDO: Tiago Costa.

VOLANTES: Chicão, Sandro Manoel e Ramalho.

MEIAS: Leandro Oliveira, Luciano Henrique, Renatinho.

ATACANTES: Dênis Marques, Fabrício Ceará, Branquinho, Flávio Caça-Rato e Paulista.
Fonte: Agência CoralNET de Notícias

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

TORTURAS DE AMOR


TORTURAS DE AMOR
Alberto Félix, de São Paulo

Camaradas Corais do Pina, Brasília, Cordeiro e arredores, alcoolistas e tabagistas.
Meninas e meninos Corais.
Arrodeando.
A pauliceia desvai, varada de balas.
A umidade relativa do ar está mais seca que o deserto californiano de Mojave.
No ano do centenário de Nélson Rodrigues, não posso me furtar.
Das centenas e centenas de frases atribuídas a Nélson Rodrigues, diz que ele dizia que, tricolor é o Fluminense, os outros são times de três cores.
Graças a Deus somos corais.
Patrulheiros do politicamente correto querem banir das estantes e dos bancos escolares um livro de Monteiro Lobato, “As caçadas de Pedrinho”.
Onde isso vai parar?
Em uma grande fogueira?
Pura sandice fascistoide e falta do que fazer.
A lenda gaucha do “Negrinho do pastoreio” nesta pisada vai se chamar “O pequeno afro-brasileiro do pastoreio”.
O saci-pererê vendo a coisa preta para seu lado pinotou-se montado na mula sem cabeça.
Te cuida Emília! Vai sobrar pra tu!
E o jogo Brasil x China?
Torcida chapa-branca (melhor dizendo platinada) com direito a boizinho travestido de Neymar e galega se pintando para aparecer na “vénus platinada”.
Jogo bom pra Galvão Pacheco Bueno, berrar.
É do Brasil!
Parei!
Eu só sei que o sagrado solo coral foi profanado!
Respeito é bom e gostamos.
Eu não sou cachorro não!
Tudo isso acontecendo, só podia dar no que deu, empatar com o time do polígono da canábis.
Santa Cruz e Salgueiro 0x0 (13/09).
Isso deve ser “coisa” do povo que habita a ilha da fantasia.
São dados a feitiços, oferendas e catimbós.
Saudações Corais a todos.

Santa Cruz não se encontra em campo e apenas empata com o Salgueiro

Santa Cruz não se encontra em campo e apenas empata com o Salgueiro
O Santa Cruz não fez o que dele se esperava e o time coral amargou mais um empate dentro do Arruda na Série C. Diante do torcedor, o tricolor apenas empatou por 0x0.
Uma tremenda decepção para o
torcedor presente em grande número no Arruda.

O TIME: Conforme treinou desde a semana passada, o time foi escalado com: Fred, Maisena, Edson Borges, William e Tiago Costa; Sandro Manoel, Memo, Leozinho e Leandro Oliveira; Paulista e Dênis Marques.

1º TEMPO De roupa nova o Santa Cruz enfrentou o Salgueiro nesta quinta-feira (13). Querendo vencer o Salgueiro para se solidificar no G4 da Série C, a equipe tricolor, contando com o expressivo apoio do torcedor presente em grande número no Arruda, foi em busca do objetivo.

Entretanto, faltou inspiração a equipe tricolor, que pouco produziu e levou o mínimo perigo ao Salgueiro. Retraído, o adversário acabou se beneficiando da apatia Coral e segurou o “zero” no placar sem grandes dificuldades.

2º TEMPO Para a segunda etapa, era preciso imprimir o ritmo e elevar a produtividade. Sendo assim, Zé Teodoro abriu mão do recém recuperado de contusão Leozinho e colocou Renatinho. A principio, a alteração não surtiu efeito e o tricolor enfrentou uma “turbulência” no início da etapa final.

Depois de organizada a “casa” e o ímpeto adversário contido pelo sistema defensivo tricolor, o setor ofensivo seguiu apático. Sem criação e sem conclusão precisas, o que se viu foi um festival de erros do Santa.

Renatinho, Flávio Caça-rato, que entrou no decorrer da etapa final no lugar de Tiago Costa, nem mesmo os substitutos deram o gás que o time tanto precisava e o indesejável acabou acontecendo, empate por 0x0 em pleno Arruda.

O resultado, de certo modo, acabou sendo benéfico ao Santa Cruz, pois a equipe tricolor se mantém no G4, com 15 pontos, na terceira posição. Agora, o Santa Cruz se prepara para uma jornada dupla fora de casa. Primeiro encara o Treze, domingo (16), e, depois, o Paysandu, sábado (23).
Fonte: Agência CoralNET de Notícias

domingo, 9 de setembro de 2012

TREINO DA SELEÇÃO NESTE DOMINGO NO ARRUDA SERÁ ABERTO À TORCIDA

Tentando retribuir o carinho da torcida pernambucana com a Seleção Brasileira, a CBF decidiu abrir os portões para o público durante o treinamento que será realizado às 17h, deste domingo, no estádio do Arruda. 

De acordo com a entidade, os torcedores poderão acompanhar a movimentação, sem a necessidade de comprar ingresso.

Fonte: Globoesporte.com

Recordar é viver!


1980

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Menos mal

Menos mal

Alberto Félix, de São Paulo

Camaradas Corais do Pina, Brasília Cordeiro e arredores, alcoolistas e tabagistas.
Meninas e meninos Corais.
Eita, domingão em Sampa!
Sampa está mais seco que o deserto de Gobi.
Estou sem fone/net fora do mundo.
E o Santa Cruz joga lá no Cariri.
Na qualidade de torcedor coral tenho cá comigo minhas manias, a maioria besta, como não vestir a camisa do Mais Querido em dia de jogo, não ir a missa com a camisa do Mais Querido, tudo bobagem.
Olhe, pelo sim, pelo não eu evito.
Portanto, sai de casa cedo com a camisa Man United.
Se vai dar zica que vá dar pra outro.
Fui numa feira de vinil na Rua Augusta.
Antes porem passei na Pça. da Republica e comprei o Jornal do Comercio, havia acabado de chegar.
Onze horas, um café, o caderno de esporte do JC diz que o Guarani de Sobral está um desmantelo só.
Me animei com o que li, marchei para a feira.
Menino que feira!
Nunca vi tanto vinil na vida, joias e raridades.
Discos que já passaram pelas minhas mãos, discos que só ouvi falar.
Uma coisa muito legal que vi, foi muita gente jovem mariscando vinil.

 
 E o jogo foi 1x1.

sábado, 1 de setembro de 2012

Porque hoje é sábado!


PORQUE HOJE É SÁBADO!

Clóvis Campêlo


Porque hoje é um sábado luminoso que embeleza ainda mais o nosso Recife, perguntamos:
Por que os jogadores corais andam se machucando tanto?
Só esta semana, lesionaram-se Flávio Recife (sempre um guerreiro), Leozinho (que fez uma boa estreia contra o Águia de Marabá) e Edson Borges. Na semana passada, foi Wesley.
Caberia aqui algum questionamento sobre o condicionamento físico ou sobre os métodos utilizados para isso por nossos preparadores físicos? Ou isso acontece por conta das irregularidades do gramado do Arruda?
Com apenas um jogo por semana, o elenco não vem sendo muito exigido. Essa é a média idealizada por qualquer treinador. Então, já que perguntar não ofende, fica a pergunta solta no ar.
Uma outra questão que nos inquieta um pouco: os nossos goleiros. Com a contusão de Tiago Cardoso, Tiveram boas chances os reservas Diego Lima e Fred. No entanto, nenhum dos dois mostrou a competência necessária para tranquilizar a imensa torcida coral e conquistar a sua confiança. Alternaram bons momento com situações inquietadoras, algumas, inclusive, que tiveram influência direta no resultado dos jogos. Não estou aqui a duvidar das suas qualidades, mas ambos precisam de mais cancha para vestir a camisa coral. Afinal, tradição pesa na balança. Ainda bem que o paredão Tiago Cardoso já está de volta, a disposição do treinador para ocupar a posição que é sua de fato e direito.
Pra finalizar, que sábado não é dia de muita conversa, amanhã estaremos em Sobral enfrentando o Guarany local e com a obrigação de vencer. Já vacilamos demais ao longo dessa Série C e precisamos garantir dentro de campo a nossa ascensão.
Lá longe, no sertão cearense, vamos hastear bem alto a nossa bandeira.
É com vitória que se faz um grande time.